Telefonema do governador da Califórnia influenciou diretamente no cancelamento do UFC 249, diz site

Autoridade máxima do estado norte-americano, Gavin Newsom teve participação na decisão de não realizar o evento previsto para 18 de abril

G. Newsom, governador da Califórnia, teve participação direta no cancelamento do UFC 249. Foto: Reprodução/Instagram @gavinnewsom

Quando anunciou oficialmente o adiamento do UFC 249, previsto para acontecer em 18 de abril, o presidente do Ultimate, Dana White, deixou claro que ‘forças maiores’ o obrigaram a ceder e paralisar as atividades da empresa em função da pandemia do coronavírus. Além do pedido do alto escalão da ‘ESPN’, o governador do estado da Califórnia (EUA), Gavin Newsom, teve participação direta na decisão, já que o espetáculo estava sendo programado para acontecer em um cassino localizado em uma reserva indígena em seu território. A informação foi divulgada pelo ‘New York Times’.

Veja Também

Vídeo: Em meio à pandemia, Zuluzinho participa de torneio de ‘tapa na cara’, na Rússia
Lutadores reagem ao cancelamento do UFC 249
Dana White anuncia o cancelamento do UFC 249 e evento para por tempo indeterminado

Dana foi estratégico ao escolher o ‘Tachi Palace Cassino Resort’, pois o espaço é instalado em um local que é considerado um ‘Estado Soberano’, ou seja, as leis nacionais vigentes não se aplicam à região. Desta forma, as medidas preventivas adotadas no território norte-americano não valeriam no Hotel.

Sabendo da possibilidade de o Ultimate levar seu evento para a reserva indígena, o governador Gavin, mesmo sem poder absoluto sobre as ações tomadas na região do cassino, decidiu entrar em contato com os responsáveis pela Disney, que é proprietária da ‘ESPN’ e assume os direitos de transmissão do UFC, e pedir que o espetáculo não fosse realizado na data prevista.

No comunicado oficial feito na noite da última quinta-feira (9), White fez questão de afirmar que a decisão de cancelar o evento partiu exclusivamente de seus sócios e que estava preparado para realizar o espetáculo com toda a segurança necessária para não arriscar a saúde dos envolvidos no card.

Após a paralisação, ainda não há previsão para quando a empresa voltará com suas atividades normais. Dana, no entanto, afirmou que, no momento, a organização trabalha na adaptação de uma ilha para que as lutas sejam levadas para o espaço, mesmo no período da quarentena.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments