Lutadores reagem ao cancelamento do UFC 249

Memes, lamentações, revoltas e conformações; veja o que alguns atletas falaram sobre a suspensão das atividades do Ultimate por tempo indeterminado

T. Ferguson se manifesta sobre cancelamento do UFC 249. Foto: Reprodução/Instagram @tonyfergusonxt

O cancelamento do UFC 249, oficializado por Dana White na noite da última quinta-feira (9), gerou uma onda de sentimentos entre os fãs e atletas do esporte. Com a suspensão das atividades da empresa por tempo indeterminado, em função da pandemia do coronavírus (COVID-19), diversos lutadores expressaram suas opiniões de diversas formas. Houve quem brincou, se revoltou e se conformou diante da situação inédita vivida por uma das maiores organizações de MMA do mundo.

Veja Também

Dana White anuncia o cancelamento do UFC 249 e evento para por tempo indeterminado
Gaethje espera surpreender Ferguson com nocaute no UFC 249: ‘Se não conseguir, ele me estrangula’
Mortes na família por coronavírus tiraram Rose Namajunas do UFC 249

Tony Ferguson, um dos protagonistas do UFC 249, disse em bom tom que a paralisação não irá alterar sua rotina de preparação. Segundo o principal desafiante ao título linear dos leves (até 70,3kg.), a decisão de adiar o espetáculo não muda seu foco.

“Bem, eu vou continuar treinando. (…) Vou continuar colecionando troféus e fazendo meu papel. Sempre que acordo de manhã, quando faço meu trabalho, rezo e faço minhas coisas, eu abraço meu filho, beijo minha esposa e vou trabalhar. O que vou fazer?”, comentou o ‘Bicho Papão’ em entrevista ao ‘OC Register’.

Responsável por atuar na luta co-principal do evento de 18 de abril, Jéssica ‘Bate-Estaca’ não se deixou abalar com o cancelamento de sua luta. A ex-campeã das palhas (até 52,1kg.), que estava sem adversária, já que Rose Namajunas havia decidido não atuar no evento por motivo de luto, publicou uma imagem comprando um lanche, brincando com o fim da dieta.

“(UFC 249) Cancelado. Tudo bem. Que venha o McDonalds”, publicou a brasileira.

O brasileiro Gilbert Durinho, que tem ficado conhecido por sempre estar disposto a aceitar uma luta de última hora usou a oportunidade para parabenizar Dana pelos esforços em tentar promover o espetáculo em um tempo de dificuldades. O atleta comentou o caso em sua conta no ‘Twitter

“Meus cumprimentos a Dana White, Sean Shelby e todos os que trabalharam duro para que isso acontecesse. Mal posso esperar para ir à ilha e lutar”, escreveu o meio-médio, fazendo referência ao local que o Ultimate ao espaço particular que a organização está construindo para receber apresentações em meio à pandemia.

O peso galo (até 61,2kg.), Brian Kelleher, preferiu usar o bom humor para lidar com a situação. O combatente usou a situação para afirmar que, agora, poderá quebrar a dieta em períodos de treinamentos.

“A todos os lutadores: é hora de comer”, publicou o norte-americano.

A canadense Gillian Robertson, que teria compromisso marcado contra a brasileira Taila Santos, no UFC Saskatoon, usou um meme para representar seu sentimento em relação à paralisação das atividades do Ultimate.

“O olhar quando você descobre sobre o adiamento do UFC 249”, escreveu a canadense.

Adversário de Vicente Luque no card da próxima semana, Niko Price também preferiu um meme para se expressar no ‘Twitter’.

O meio-médio, Max Griffin, foi um dos mais serenos ao falar sobre a decisão do UFC. O atleta lamentou o caso, mas afirmou que a situação vivida no mundo pede medidas preventivas a todos.

“O UFC 249 foi cancelado, mas não estou irritado por isso. É, provavelmente, o melhor para todos”, escreveu o norte-americano.

Candidato ao título dos galos (até 61,2kg.), Aljamain Sterling também se manteve calmo com relação à paralisação. O atleta disse que o melhor a se fazer é aguardar até que a situação pandêmica seja reduzida para que os espetáculos aconteçam de forma segura e tranquila.

“Estou triste pelos lutadores e fãs, que tinham esperança que isso (o card) acontecesse. Mas talvez seja melhor dar ao vírus mais tempo para que desapareça. É difícil para alguns lutadores que estavam escalados para lutar. Nós queremos ganhar dinheiro, mas queremos proteger nossas famílias também”, escreveu.

Depois da confirmação do adiamento do UFC 249, Dana White não sinalizou quando a companhia retornará com seus espetáculos. O ‘chefão’, no entanto, garantiu aos fãs e lutadores que o Ultimate será a primeira organização a retornar às atividades e confirmou que os rumores sobre a construção de uma estrutura para receber lutas em uma ilha é verídica e que está ocorrendo neste momento.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments