Cody Garbtrandt e Petr Yan criticam desafio de Cejudo a Dominick Cruz

Atletas dos galos não poupam atual campeão por escolher desafiantes vindos de derrotas

H. Cejudo posa com seus dois cinturões do UFC. Foto: Reprodução/Instagram @henry_cejudo

A ânsia de Henry Cejudo para enfrentar José Aldo ou Dominick Cruz não tem soado bem aos ouvidos de alguns atletas dos galos (até 61,2kg.). Irritados com a postura do atual campeão da divisão, Cody Garbrandt e Petr Yan criticaram o ‘Triplo C’ por estar ‘escolhendo’ os rivais para sua primeira defesa de título.

Veja Também

Justin Gaethje responde a Tony Ferguson sobre bater o peso na sexta-feira: ‘Não vou!’
Volta de WWE na Flórida pode favorecer retorno das atividades do UFC
45 anos de Anderson Silva: Acompanhe 10 momentos marcantes da carreira da lenda do MMA

Ex-campeão da categoria, Cody e Cejudo chegaram a discutir nas redes sociais depois que o antigo número da categoria ironizou o pedido de Henry por Cruz, derrotado por Garbrandt em seu último compromisso no Ultimate, em 2016.

“Isso é o que eu acho sobre Dom (Dominick) enfrentar aquele palhaço”, escreveu Cody, legendando uma imagem em que desfere um cruzado em cheio no rosto de Cruz.

O ‘Triplo C’ não deixou barato e logo tratou de responder com uma provocação fazendo referência na derrota do ex-campeão para TJ Dillashaw, em 2017, que lhe custou o título. Abaixo, Henry publicou outra imagem derrotando TJ.

“Eu mato os assassinos”, escreveu o atual campeão.

Além de Cody, outro atleta que tem se mostrado irritado com os desafios de Cejudo é o número três do ranking, Petr Yan. Invicto no Ultimate com seis lutas disputadas, o russo insiste em pedir uma luta contra o campeão.

“Que tal enfrentar alguém que não venha de derrota?”, escreveu Yan.

Henry estava escalado para enfrentar José Aldo no UFC 250, que, inicialmente, aconteceria em São Paulo. O norte-americano desafiou o brasileiro, que saiu derrotado em sua estreia pelos galos. O manauara, no entanto, conseguiu se sair bem na luta contra Marlon Moraes e chamou atenção positivamente da diretoria da empresa, conquistando a condição de desafiante mesmo perdendo.

O card acabou retirado de São Paulo e, a partir daí, Cejudo tratou de desafiar Dominick, já que o brasileiro está impossibilitado de viajar por ter o visto de trabalho para os Estados Unidos vencido e, em função da pandemia, a embaixada norte-americana não estar atualizando os documentos.

Até o momento, com a paralisação das atividades do Ultimate, não há confirmação sobre quem será o próximo oponente de Cejudo, que recentemente interrompeu seu período de treinamentos.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments