Georges St.Pierre afirma que UFC teve medo de marcar sua luta contra Khabib Nurmagomedov

Lenda do MMA, canadense afirma que estava disposto em enfrentar o campeão dos leves, mas entrave da organização impediu superluta

G. St-Pierre (dir.) pode enfrentar K. Nurmagomedov (esq.) . Foto: Montagem SL/MMA Press

Sem sombra de dúvidas, muitos fãs de MMA ainda sonham com o retorno de Georges St.Pierre ao octógono. A volta do canadense à organização esteve próxima de acontecer em uma superluta contra Khabib Nurmagomedov, mas o confronto nunca saiu do papel. Em entrevista ao repórter da ‘ESPN’, Ariel Helwani, a lenda do esporte explicou o motivo de não ter trocado forças contra o atual campeão dos leves (até 70,3kg.).

Veja Também

Poirier volta a pedir luta contra McGregor para se reaproximar de cinturão: ‘Em qualquer divisão’
Kamaru Usman crava Jorge Masvidal como seu próximo adversário pelo cinturão
Randy Couture critica ‘Ilha da Luta’ de Dana White: ‘Ilha da Pandemia’

“Eles (UFC) tinham outros planos. Eu sei que Khabib queria fazer a luta. Eu também queria. Se você olhar pelo lado do Ultimate, é normal. Eu me coloco no lugar deles. Eles não queriam assumir o risco de conquistar o cinturão e depois deixá-lo vago”, disse Georges.

A organização chegou a entrar em atrito com St.Pierre por este mesmo motivo quando o canadense voltou de um hiato de quatro anos na carreira, conquistou o título dos médios (até 83,9kg.) contra Michael Bisping (2017) e, em seguida, abdicou do posto sem defender o cinturão.

Pensando em evitar este tipo de problema, Georges afirmou que propôs que seu combate contra Khabib não valesse o título. A apresentação, então, seria apenas a promoção de dois grandes atletas que subiriam ao octógono para testarem o talento.

“Nós até propusemos que a luta não fosse pelo cinturão. Eu preferia que não valesse o título”, esclareceu o ex-campeão dos médios e meio-médios (até 77kg.).

St.Pierre explicou que seu desejo em enfrentar Nurmagomedov se dá exclusivamente pelo desafio na carreira, já que o ‘Águia’, hoje é um dos principais nomes do UFC. O atleta enxerga o russo como um grande adversário e não seria necessário um cinturão para motivá-lo a dividir o octógono com Khabib.

“Eu considero Khabib o melhor lutador do mundo. Ele queria me enfrentar e acho que seria bom para os fãs”, finalizou.

Aos 38 anos, Georges não se apresenta profissionalmente no MMA desde sua vitória sobre Bisping, em novembro de 2017. O atleta, no entanto, nunca deixou de treinar e sempre mantém a boa forma física.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments