Belfort sugere revanche contra Anderson Silva em ‘cruzamento’ entre ONE e UFC

Lenda do MMA, brasileiro pede que promotores de eventos deixem o orgulho de lado e façam confrontos que os fãs queiram assistir, independente da organização

V. Belfort (foto) pede ‘cruzamento’ entre ONE e UFC para revanche contra A. Silva. Foto: Reprodução Facebook UFC

Uma das maiores lendas da história do MMA, Vitor Belfort está mesmo disposto a retomar sua carreira no MMA. Após anunciar seu retorno contra o ‘gigante’ Alain Ngalani, depois de mais de dois anos sem lutar, o atleta citou algumas revanches que gostaria de fazer antes de pendurar as luvas definitivamente. O carioca também afirmou que gostaria de poder enfrentar Anderson Silva em um evento ‘cruzado’ entre ONE FC e UFC.

Veja Também

Ex-campeão do UFC acredita que McGregor venceria Gaethje em eventual confronto
Técnico afirma que ‘Borrachinha x Adesanya’ vai ser a maior luta da história dos médios
Dana White confirma que evento de 30 de maio vai acontecer em Las Vegas, diz site

“Adicionarei Anderson Silva (à lista de revanches), se isso for possível”, disse o ‘Fenômeno’ em entrevista ao ‘MMA Junkie”.

Além de ‘Spider’, por quem foi derrotado na icônica luta realizada em 2011, o brasileiro também confirmou o desejo de dividir a arena de combate contra nomes como Rich Franklin, Tito Ortiz e Wanderlei Silva, a quem desafiou recentemente.

O desejo de enfrentar Anderson, no entanto, é entendido por Vitor como um presente aos fãs. O combatente afirmou que gostaria de fazer um evento em que o Ultimate se unisse ao ONE – empresa que atualmente integra o carioca – e pudesse trazer de volta a antiga rivalidade.

“É tudo para os fãs. Como promotor, procuro algo que abre caminho. Eles merecem fazer lutas que vão aumentar não só a audiência, mas o valor das organizações e também do esporte”, finalizou a lenda.

Sem lutar desde a derrota para Lyoto Macida, em maio de 2018, quando ainda calçava as luvas do UFC, Vitor afirmou que pretendia voltar à ativa no primeiro semestre de 2020. Com a pandemia do coronavírus (COVID-19), os planos tiveram de ser adiados. O atleta, no entanto, mantém o foco e a preparação para seu retorno aos 43 anos.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments