Miocic justifica demora em aceitar trilogia contra Cormier e diz: ‘Pare de chorar’

Campeão dos pesados volta a relatar dificuldades de treinamentos durante a pandemia e afirma que apenas vai assinar o contrato quando tiver condições de se preparar adequadamente

S. Miocic (dir.) em vitória sobre D. Cormier (esq.) em agosto do ano passado. Foto: Reprodução/Instagram @stipemiocic

A ‘briga’ entre Stipe Miocic, Daniel Cormier e UFC sobre realizar uma terceira disputa de cinturão entre os atletas parece estar longe de um final feliz. Após nova insistência da diretoria da empresa e do ex-campeão para que o atual dono do título assine o contrato para uma nova luta, o número um do mundo voltou a esclarecer os motivos da demora para confirmar o novo desafio.

Veja Também

Jon Jones ameaça pausa na carreira após indiferença do UFC em promover luta contra Ngannou
UFC marca revanche entre Deiveson Figueiredo e Joseph Benavidez para 18 de julho, diz site
Belfort sugere revanche contra Anderson Silva em ‘cruzamento’ entre ONE e UFC

“Eu não sei o que as pessoas querem de mim, de verdade. Todos estão dizendo: ‘Ele está prendendo a divisão’. Eu estou: ‘Como estou fazendo isso?’. Outros caras dizem: ‘Nós podemos treinar’. Bem, bom para vocês. Vocês vivem em um estado diferente, com diferentes leis”, disse o campeão em entrevista ao ‘MMA Fighting’.

Como já havia afirmado em outras ocasiões, Stipe explicou o plano de isolamento adotado na academia em que treina. Segundo o atleta, sua equipe afirmou que não abriria os trabalhos para um combatente específico. Haverá preparação apenas se todos puderem participar.

“Meu treinador, sem brincadeira, fechou a academia. Ele não está aceitando ninguém. Ninguém está trabalhando porque não é justo com todos. Eles tinham alguns equipamentos de fora e algumas pessoas, umas cinco ou seis, estavam treinando juntas. Eles estavam próximos de suas casas. Alguém viu, denunciou. Isso mostra o quanto está restrito. Então, calem-se todos, porque são idiotas”, disparou Miocic.

Por fim, Stipe comentou sobre as últimas declarações de Cormier sobre a posição de campeão do rival. Após o UFC 249, realizado em 9 de maio, DC afirmou que Miocic poderia perder o posto, caso continuasse demorando a assinar o contrato. Desta forma, uma disputa entre Daniel e Francis Ngannou seria colocada em pauta.

“Eu não me importo com o que ele diz. O que posso fazer? Estamos em uma pandemia. O que querem que eu diga? Mesmo que eu fosse o primeiro a responder, mesmo assim não poderia treinar. Pare de chorar”, finalizou.

Stipe e Cormier se enfrentaram em duas ocasiões até o momento. Na primeira, em agosto de 2018, Miocic acabou perdendo o título para o então debutante nos pesados. Um ano depois, na aguardada revanche, o bombeiro conseguiu se recuperar e devolveu a derrota ao adversário com um nocaute histórico.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário