Colby Covington deixa a American Top Team e desafia ex-companheiros: ‘Vamos resolver no octógono’

Após ter nome cortado do site oficial da academia, polêmico lutador confirma que não representa mais a ATT e pede luta contra Jorge Masvidal e Dustin Poirier

C. Covington em coletiva do UFC. Foto: Reprodução/Facebook @ColbyCovington

Fim da linha. O casamento entre Colby Covington e a American Top Team (ATT), enfim, chegou ao fim. Após a academia retirar o nome do lutador da lista de representantes, na última terça-feira (26), o atleta confirmou que não faz mais parte do grupo de atletas da equipe. Em entrevista ao ‘The Score’, o ‘Caos’ falou sobre o assunto.

Veja Também

Kamaru Usman questiona pedidos de revanche contra Colby Covington: ‘Ele era o campeão?’
Mirando o topo dos leves, Carlos Diego Ferreira pede luta contra Paul Felder no UFC
Belfort explica mau desempenho nos últimos anos de UFC: ‘A chama não estava ali’

“Sou membro da empresa ‘Colby Covington’. Time ‘Colby Covington’. Este é meu time agora”, disse o ‘falastrão’.

Ex-campeão interino e desafiante ao título linear dos meio-médios (até 77kg.), Colby faz parte da equipe desde o início de sua carreira no MMA. A relação entre ambas as partes, no entanto, começou a estremecer depois que o polêmico atleta começou a provocar membros da própria academia, causando momentos de tensão e incômodo dentro da empresa.

Com as ações de Covington sobre atletas como Jorge Masvidal e Dustin Poirier, o líder da empresa, Dan Lambert, chegou a promover uma norma na qual competidores da ATT não poderiam criar polêmicas, ou se desafiarem, a menos que estivessem na eminência de um confronto.

A regra foi acatada de início, mas não demorou muito para que Colby quebrasse o silêncio e voltasse a desrespeitar os parceiros de equipe.

Embora, agora, busque novos ares para respirar, o norte-americano afirma que seu papel dentro da American Top Team foi cumprido com êxito. Representando a organização, o lutador conseguiu, apesar das polêmicas, ter fama no mundo do MMA e ainda está na elite dos meio-médios (até 77kg.).

“Eu cumpri meu papel lá. Nós fomos ao topo juntos e conquistamos um título mundial. Mas também fiz algo por ele (Lambert), como levá-lo à Casa Branca. Nós tivemos uma ótima relação e fico feliz por ter dado algo em troca”, explicou Colby.

Agora, sem vínculo com a ATT, Covington, então, pode desafiar seus antigos companheiros de equipe à vontade. Pensando assim, o combatente não perdeu tempo e disparou contra os ex-parceiros.

Jorge Masvidal, Dustin Poirier, vocês têm algo a reclamar? Venham até mim. Vamos resolver no octógono, mas, vocês não querem isso. Treinamos juntos por nove anos”, finalizou.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments