Gaethje não trocaria desafio pelo cinturão por um confronto com McGregor: ‘Não sou esse lutador’

Novo campeão interino dos leves explica plano de carreira e afirma que foco atual é tirar invencibilidade de Khabib Nurmagomedov e conquistar título linear

J. Gaethje em coletiva pelo UFC. Foto: Reprodução/YouTube UFC

Desde que despontou como um dos maiores nomes do MMA atual, Conor McGregor segue como o sonho de consumo para a maioria dos lutadores do UFC. Justin Gaethje, no entanto, não pensa dessa forma. Mesmo sabendo que um confronto contra o irlandês poderia garantir sua independência financeira, o atleta segue com o planejamento de construir uma história sólida como grande nome dos leves (até 70,3kg.) do Ultimate.

Veja Também

José Aldo encara Petr Yan pelo cinturão vago dos pesos galos do UFC
Marlon Moraes evita polêmicas ao falar de Aldo na disputa pelo cinturão dos galos: ‘Bom para ele’
Anderson Silva desafia Conor McGregor para superluta e recebe resposta do irlandês
Com palavras duras, Masvidal se manifesta sobre saída de Covington da ATT: ‘Era um câncer’

“Eu poderia enfrentá-lo (Conor) agora, se eu quisesse. Todos vão dizer que estou mentindo, que eu aceitaria uma luta contra ele. Daniel Cormier disse isso outro disa, mas não sou esse lutador”, contou o norte-americano em entrevista ao podcast ‘Joe Rogan Experience’.

Em alta no UFC desde que chocou o mundo e bateu o perigoso Tony Ferguson na luta principal do UFC 249, em luta válida pelo título interino dos leves, Gaethje explicou que, a partir deste ponto, sua carreira está esquematizada de modo que seus próximos triunfos o coloquem de vez como um atleta que fez história dentro da empresa. De acordo com os planos, Conor seria o ponto final de sua trajetória.

“Eu tenho a oportunidade de fazer algo inédito na história do esporte. Ir lá, em circunstâncias desfavoráveis, bater Tony como eu fiz, vencer Khabib (Nurmagomedov) e derrotar Conor. Seria histórico”, afirmou.

Justin, então, tratou de explicar que não está rejeitando ou ignorando a quantidade de dinheiro que poderia receber em um eventual confronto contra o irlandês. O lutador disse que, de acordo com seus próximos passos, o lucro pode ser ainda maior quando, enfim, confirmar o duelo com o ‘Notório’.

“No que diz respeito aos negócios, a ação mais inteligente seria enfrentar Conor agora, porque, obviamente, é muito dinheiro. Mas eu vou ganhar mais dinheiro quando eu derrotar Khabib e, depois, enfrentar Conor. Se ele não estiver lá, vou encarar (Dustin) Poirier. McGregor não está na minha lista. Khabib e Poirier, sim. Se eu lutar contra os dois e receber bem, então está tudo certo”, finalizou.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments