Dana revela pedido astronômico de Jones para enfrentar Ngannou e campeão responde: ‘Tenha decência’

Presidente do UFC e lenda do MMA dão versões diferentes sobre motivo que ‘esfriou’ a superluta entre o norte-americano e o franco-camaronês

J. Jones (foto) volta a ser preso nos Estados Unidos. Foto: Reprodução/Instagram @jonnybones

Que a superluta entre Jon Jones e Francis Ngannou dificilmente vai acontecer em um futuro próximo, muitos já sabem. No entanto, o presidente do UFC, Dana White, explicou que um dos motivos para a não promoção do confronto estaria no valor pedido pelo campeão dos meio-pesados (até 93kg.) para encarar o ‘gigante’ em seu próximo compromisso. Ao saber da fala do ‘chefão’, ‘Bones’ não deixou barato e questionou o mandatário.

Veja Também

Wanderlei Silva sobre enfrentar Tyson no ‘boxe sem luvas’: ‘Ele nunca lutou na mão seca’
UFC planeja revanche entre Jéssica Andrade e Rose Namajunas para 11 de julho, na ‘Ilha da Luta’
Com Amanda Nunes na luta principal, Ultimate divulga card do UFC 250 para 6 de junho

“Olha, uma coisa é você chegar e dizer que quer um pouco mais de dinheiro. A quantidade de dinheiro que o Jon Jones queria (era absurda). Então, Jon Jones vai lutar com Francis Ngannou e tentar uma chance pelo cinturão dos pesados (até 120,2kg.)? Não acredito nisso. Ele nunca quis se mudar para os pesados antes. Pela quantidade de dinheiro que ele está pedindo, isso não vai acontecer. Você não poderia pedir uma quantia tão absurda de dinheiro em um momento pior”, afirmou Dana, em entrevista à ‘ESPN’.

O presidente da organização ainda afirmou que o momento para Jon pedir um confronto não é adequado. White acredita que ‘Bones’ ainda tem pendências em sua atual categoria, já que vem de dois resultados contestados – por uma parcela dos fãs e imprensa especializada – e há bons oponentes na linha de frente do grupo.

“Ele tem uns caras na fila dos meio-pesados, seja o Jan Blachowicz ou Dominick Reyes”, disse o ‘chefão’.

Ao saber da fala do presidente do UFC, não demorou muito para que ‘Bones’ se manifestasse publicamente sobre a declaração do seu chefe. Em sua conta no ‘Twitter’, o norte-americano criticou o mandatário, sugerindo que White mentiu em sua entrevista.

“É interessante estar aqui sentado vendo seu chefe mentir para a câmera assim. Nós nunca falamos sobre um aumento no pagamento. Imediatamente a conversa foi que eu já ganhava o bastante. Eu nunca pedi um valor”, escreveu o campeão.

Por fim, Jon, que não luta desde seu última defesa de cinturão, em fevereiro deste ano, pediu que, em futuras declarações, Dana seja sincero para que não haja confusões de informações.

“Se você não vai mudar meu contrato para eu subir ao peso-pesado, pelo menos tenha a decência de ser sincero com os fãs”, encerrou.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments