Luta entre Werdum e Gustafsson define quem vai ficar no UFC, diz Dana White

Presidente da organização sugere que não deve contar com atleta derrotado após embate em 25 de julho

D. White em coletiva de imprensa. Foto: Reprodução/YouTube UFC

O presidente do Ultimate, Dana White, sugeriu que pode abrir mão de um de seus grandes nomes nos últimos anos da empresa. Especificamente no encontro entre Fabrício Werdum e Alexander Gustafsson, que acontece em 25 de julho, na ‘Ilha da Luta’, o ‘chefão’ deu a entender que o derrotado pode ter sua trajetória encerrada dentro da organização. A declaração foi feita em entrevista à ‘ESPN’.

Veja Também

Próximo de volta ao octógono, Marreta garante que foco não é revanche com Jones: ‘Quero ser campeão’
Curtis Blaydes explica estratégia para bater Alexander Volkov neste sábado
Petr Yan promete nocaute em José Aldo na disputa do título dos galos, no UFC 251

“Sabemos que Werdum está ficando mais velho. É uma luta para os dois decidirem quem vai ficar (no MMA) e quem vai dar o próximo passo em outro capítulo da sua vida”, afirmou o mandatário.

White também aproveitou a oportunidade para comentar o retorno de Gustafsson ao octógono após anunciar a aposentadoria precoce do esporte, em junho do ano passado, após perder para Anthony Smith. Segundo o presidente, o sueco teve tempo para pensar em sua trajetória no esporte e merecia mais uma oportunidade para se reerguer, desta vez entre os pesados (até 120,2kg.).

“Acho que houve muita pressão em cima de ‘Gus’ (Gustafsson) nesse negócio (MMA). Você está lidando com treinos, as lutas, vitórias, derrotas, a imprensa, o UFC, as políticas que envolvem essas coisas. Acredito que muitos desses caras começam a ficar cansados. As pessoas lidam de maneiras diferentes. Algumas dão um tempo e desaparecem um pouco. Outros ficam emotivos e se aposentam. Acho que Gustafsson deu um tempo e entendeu que queria voltar. Demos a ele a oportunidade”, finalizou.

Embora nunca tenha conquistado um título pelo Ultimate, Alexander esteve na condição de desafiante ao posto de número um dos meio-pesados (até 93kg.) em três ocasiões (2013, 2015 e 2018). Em todas elas o sueco acabou sendo derrotado. Aos 33 anos, o atleta vem de quatro derrotas nas últimas seis apresentações. Sua última vitória ocorreu em maio de 2017, quando bateu Glover Teixeira.

Ex-campeão dos pesados (até 120,2kg.), Fabrício Werdum não esconde de ninguém que está próximo do fim da carreira. Próximo de completar 43 anos e com um cartel vitorioso, o brasileiro se encaminha para sua última luta em seu contrato com o UFC, e ainda não sabe se pretende continuar atuando após o confronto de julho. O gaúcho tem três resultados negativos nas últimas cinco pelejas.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments