Petr Yan acredita em José Aldo previsível no UFC 251: ‘Ele se manteve o mesmo’

Russo, que enfrenta o brasileiro pelo título vago dos galos, afirma saber estratégia de manauara em luta neste sábado

P. Yan (esq.) encara J. Aldo (dir.) pelo cinturão dos galos. Foto: Montagem SUPER LUTAS. / MMA Press

Responsável por encarar José Aldo em uma das lutas mais importantes do UFC 251, que acontece neste sábado (11), Petr Yan esbanja confiança antes do compromisso contra o brasileiro. Favorito nas casas de apostas, o ex-parceiro de treinos do manauara acredita que terá um oponente previsível neste final de semana. Em conversa online com a imprensa, o russo falou sobre a expectativa para o duelo.

Veja Também

Bellator espera retomar atividades em 24 de julho, nos Estados Unidos, diz site
Sorridente, Amanda Ribas minimiza pressão de enfrentar VanZant: ‘Luto desde criança’
Caso conquiste cinturão dos galos, José Aldo quer defender título ainda em 2020

“Foi uma grande experiência treinar com ele no passado. Nós fizemos sparring, grappling (luta agarrada) … Foi há quatro anos. Eu me tornei um lutador melhor desde então, mas eu não acho que ele melhorou. Na melhor das hipóteses, ele se manteve o mesmo”, disse o russo.

Por ter acompanhado de perto os treinos de Aldo em um determinado período de sua carreira, Yan afirma que espera um confronto previsível. O russo, então, narrou o que acha que o brasileiro trará para o duelo deste final de semana, na disputa pelo título vago dos galos (até 61,2kg.).

“Aldo basicamente tem lutado do mesmo jeito durante todos esses anos. Ele vai pressionar, usar seu boxe e os chutes baixos. Então, não vejo como uma grande vantagem. Talvez tenha algum efeito na luta, porque eu o conheço e ele me conhece, mas não acho que vá fazer uma grande diferença”, finalizou.

No UFC 251, Petr chegará à sua 7ª apresentação desde sua estreia pelo Ultimate. Invicto na organização, hoje, o atleta figura na 3ª posição no ranking da categoria, enquanto o manauara vem em 6º.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments