Ben Askren pede créditos por ascensão de Masvidal no UFC: ‘Coloquei os holofotes nele’

Norte-americano afirma que nocaute histórico sofrido para Jorge no UFC 239 foi responsável para início do sucesso do compatriota na organização

J. Masvidal (esq. e B. Askren (dir.) em encarada para o UFC 239. Foto: Reprodução/YouTube The Mac Life

Responsável por sofrer o nocaute mais rápido da história do Ultimate, em julho do ano passado, Ben Askren pediu créditos para o sucesso atual de Jorge Masvidal no UFC. Derrotado em apenas cinco segundos pelo rival, o ex-lutador pediu os créditos para a ascensão meteórica do ‘Jesus das Ruas’, que disputa o título linear dos meio-médios (até 77kg.) neste sábado (11).

Veja Também

IMAGENS FORTES: Lutador do UFC agride idoso em bar nos Estados Unidos
Como assistir o UFC 251, com três disputas de cinturão AO VIVO pela televisão e internet
Petr Yan acredita em José Aldo previsível no UFC 251: ‘Ele se manteve o mesmo’

“Eu coloquei os holofotes nele. Seus seguidores (nas redes sociais) aumentaram cinco vezes. Eu o deixei brilhar, infelizmente. Achei que iria quebrá-lo. Ele diz coisas autênticas e as pessoas amam isso. Quando ele diz que foi ‘super necessário’ me socar quando eu estava inconsciente, eu o vejo como um babaca. Foi desnecessário, mas ele discorda”, disse Askren em entrevista à ‘ESPN’.

Quando Ben e Jorge foram colocados em rota de colisão, no ano passado, a promoção para o confronto acabou sendo muito grande. Os lutadores se provocavam por meio da mídia e havia muita expectativa para atuação de Askren, que havia sido contratado pelo Ultimate há pouco tempo e era promessa para uma futura disputa do título dos meio-médios.

O confronto em si praticamente não aconteceu. Logo no segundo inicial, Jorge partiu para cima de Ben e conectou uma joelhada de rara felicidade, que explodiu de encontro no rosto de Askren após o atleta tentar uma queda. Ben foi levado a nocaute imediatamente, decretando uma vitória histórica a Masvidal.

Depois do revés, Askren tentou se recuperar no confronto contra Demian Maia, em outubro, mas acabou perdendo novamente. A derrota para o brasileiro decretou a aposentadoria do norte-americano no MMA.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments