Empresário crava retorno de Khabib ao octógono ainda em 2020: ‘Não se aposentou’

Ali Abdelaziz confirma que morte de pai do russo não vai interromper a trajetória do campeão linear dos leves no MMA

K. Nurmagomedov em vitória pelo UFC. Foto: Reprodução / Twitter @ufc

A morte trágica de Abdulmanap Nurmagomedov, vítima de complicações da COVID-19, certamente foi um baque na vida de Khabib. Afastado da mídia após o falecimento do pai, o russo ainda não se manifestou sobre o fato e segue indisponível para se apresentar. O empresário do atleta, Ali Abdelaziz, no entanto, confirmou que o combatente vai se apresentar ainda em 2020, no confronto contra Justin Gaethje, pela unificação do título dos leves (até 70,3kg.).

Veja Também

Anderson Silva insiste em luta com Anthony Pettis e divulga pôster não-oficial
Dana White desmente ‘Borrachinha x Adesanya’ em setembro: ‘Não está fechada’
Benavidez vai às lágrimas e descarta aposentadoria imediata após derrota: ‘Não quero parar assim’

“Khabib não está se aposentando. Ele ainda tem objetivos, coisas que quer conquistar. Vocês vão vê-lo antes do fim do ano. Agora, ele, Dana e eu estamos conversando para determinar uma data. Tenho certeza que Dana vai deixar público que quando Khabib vai lutar”, afirmou Ali em entrevista ao ‘TMZ Sports’.

Responsável, também, por agenciar a carreira de Gaethje, Abdelaziz fala com empolgação sobre o confronto entre dois de seus mais importantes pupilos. O empresário falou sobre a expectativa de colocar frente a frente grandes atletas da atualidade.

“Temos uma luta principal de peso. Ele (Khabib) contra Justin Gaethje, dois dos melhores leves do mundo e da nova geração. Nós vimos o que Khabib faz contra seus adversários. Nós vimos o que Justin Gaethje fez com seus últimos quatro oponentes. Ele desmontou Tony Ferguson, fez com que ele parecesse um amador. Eles vão lutar”, afirmou.

Abdelaziz aproveitou a oportunidade para atualizar os fãs sobre a atual condição de Khabib, que teve a vida abalada pela morte de seu maior mentor. Segundo o agente, o momento é delicado, mas o russo vai conseguir superar a dificuldade.

“Khabib é uma raça diferente. Claro que seu coração está quebrado. É seu pai, seu mentor e melhor amigo. Mas, no fim, o pai de Khabib tinha um legado e queria que o filho cumprisse. Khabib é uma lenda viva e é disso que as lendas vivem. Eles surgem das adversidades, da morte, de muita coisa”, finalizou.

Antes da morte de Abdulmanap, o encontro entre Khabib e Justin estava sendo negociado para acontecer em 19 de setembro, pelo UFC 253. A fatalidade, no entanto, colocou as negociações em aberto. O presidente do Ultimate, Dana White, afirmou em algumas declarações recentes que pretende dar tempo para que o russo supere o trauma se sinta à vontade para retornar ao trabalho.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments