Substituto, Robbie Lawler minimiza tempo de preparação para enfrentar Neil Magny no UFC Las Vegas 8

Ex-campeão do peso meio-médio, que perdeu as últimas três lutas, entrou no lugar de Geoff Neal e teve menos de um mês para se preparar

R. Lawler volta ao octógono no UFC Las Vegas 8, após mais de um ano sem se apresentar. Foto: Reprodução/Instagram

O temido Robbie Lawler está de volta. O ex-campeão do peso meio-médio (77,6kg) aceitou substituir Geoff Neal, vítima de pneumonia, e lutará contra Neil Magny no UFC Las Vegas 8, que será realizado no sábado (29), nos EUA. Na coletiva de imprensa, o norte-americano confessou que estava com saudade de fazer o que mais gosta, que é lutar e não está preocupado com o fato de ter assumido esse compromisso com pouco tempo para se preparar.

Veja Também

Podcast SUPER LUTAS #006 debate estreia vitoriosa de Frankie Edgar nos galos no último sábado
Anthony Smith mostra animação para luta contra Aleksandar Rakic: ‘Preciso de adversários como ele’
Técnico de Daniel Cormier apoia decisão de pupilo em se aposentar: ‘Ele não é o mesmo’
Stipe Miocic não se empolga com luta contra Francis Ngannou: ‘Quero um novo desafio’

“Estava tentando voltar a lutar, mas foi difícil. O UFC me ofereceu essa luta em cima da hora e aceitei. Faz parte. Não luto há algum tempo, então é bom estar de volta. No momento, quero competir. Um passo de cada vez. Tenho que vencer essa luta e mostrar minhas habilidades para os fãs. Todos na Sanford MMA fizeram um ótimo trabalho comigo e estou animado”, disse Lawler.

Lawler, que é um dos lutadores favoritos dos fãs por conta de seu estilo visceral, deu a entender que, contra Magny, não será diferente.

“Eu sempre luto para a frente, criando uma guerra e fazendo o adversário entrar nela. É isso que se trata o MMA. Obviamente, os lutadores são técnicos e tento usar a técnica, mas, quando chega a hora, causo alguns estragos”, finalizou.

Aos 38 anos, Robbie Lawler vai para sua luta de número 44 na pior fase de sua carreira e deseja encerrar a sequência de três derrotas consecutivas, algo que nunca tinha acontecido. Anteriormente, o atleta foi superado por Colby Covington, Ben Askren e Rafael dos Anjos.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments