Vídeo: Empresário de Borrachinha explica passividade do brasileiro contra Adesanya no UFC 253: ‘Foi o dia do cara’

Wallid Ismail fala sobre estratégia adotada pelo desafiante na luta pelo cinturão dos médios no último sábado

P. Borrachinha (esq.) foi derrotado por I. Adesanya (dir.) no UFC 253. Foto: Reprodução/Facebook @ufc

A dura derrota de Paulo Borrachinha para Israel Adesanya no UFC 253 continua dando o que falar. No último sábado (26), na ‘Ilha da Luta’, em Abu Dhabi, o brasileiro acabou sendo vítima da técnica do rival e sucumbiu com um nocaute no segundo round. Após o duelo, o empresário do mineiro, Wallid Ismail, falou sobre a passividade do pupilo na disputa do cinturão dos médios (até 83,9kg.).

Veja Também

Adesanya atropela Borrachinha, vence por nocaute e defende cinturão no UFC 253
VÍDEO: Assista o nocaute de Israel Adesanya sobre Paulo Borrachinha no UFC 253
Dana critica atuação de Borrachinha no UFC 253: ‘De luta do ano a dominação do ano’
Borrachinha se manifesta após derrota para Adesanya: ‘Retornarei melhor, como sempre’

“O Paulo estava esperando para ter um tempo maior, para, no segundo ou terceiro round, soltar mais, mas, realmente, aqueles chutes na panturrilha incomodaram. Foi o melhor dia para o cara (Adesanya). Não tem desculpa, não tem choro”, disse o empresário, em conversa com a imprensa depois do espetáculo.

Mesmo com uma performance abaixo do esperado, Wallid sabe das qualidades de Borrachinha, que traçou uma trajetória perfeita na sua carreira, até o encontro com Israel. Desta forma, para o agente, não existe segredo. Paulo deverá voltar aos treinos o mais rápido possível para retomar a condição de desafiante ao título da divisão.

“Aconteceu. Ele está nas cabeças. O que ele tem que fazer: recuperar um mês e voltar a treinar. É a vida do guerreiro. O guerreiro não pode ficar de cabeça baixa quando acontece uma derrota. (…) Na realidade, o Adesanya fez o certo, ficou chutando a panturrilha, incomodando. Não tenho que dar desculpa. O Paulo vai treinar e voltar mais forte. Acabou. Parabéns para o Adesanya e a vida continua, a guerra continua. Perdemos essa batalha, mas a guerra continua”, afirmou Ismail.

Por fim, Wallid fez uma analogia sobre outro atleta que ele agencia, Deiveson Figueiredo. Para o empresário, Borrachinha pode usar o exemplo do paraense para se reerguer e crava que o mineiro ainda será campeão do UFC.

“O Paulo Costa (Borrachinha) vai voltar mais forte, podem anotar. Vai ser campeão. Acontece. Qual foi o campeão que não perdeu? Aconteceu com o Deiveson. Perdeu uma luta, voltou, ganhou duas bem e foi campeão. O Deiveson é o maior exemplo. O guerreiro tem que treinar o tempo todo”, finalizou.

Veja a declaração de Wallid

 

Ver essa foto no Instagram

 

Everything that happens to the strong ones only makes them stronger👊🏻

Uma publicação compartilhada por Wallid Ismail (@wallidjfc) em

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments