Atuação de Israel Adesanya sobre Paulo Borrachinha inspira Darren Till que promete: ‘Vencerei o campeão’

Número seis do peso médio confessou estar encantado com o desempenho do nigeriano e considera a exibição uma aula para qualquer striker

D. Till enaltece atuação de I. Adesanya. Foto: Reprodução/Instagram

A performance de Israel Adesanya contra Paulo Borrachinha, no UFC 253, e o final da luta seguem repercutindo na comunidade do MMA. Darren Till, que já tinha parabenizado o campeão do peso médio (83,9kg) em seu Twitter, novamente, expressou todo seu encantamento com o que viu e elaborou mais seu pensamento.

Ao site norte-americano MMA Junkie, o inglês, que vem de derrota, revelou que o feito do nigeriano o motiva a dar a volta por cima e acredita que, como é jovem, seguirá evoluindo e conseguirá desbancar o número um da categoria no futuro. Além de Adesanya, Till também mira uma revanche contra Whittaker.

Veja Também

Apesar de não conhecer Khamzat Chimaev, Colby Covington não descarta enfrentá-lo no futuro
Citado por Dana White como possível oponente de Chimaev, Thompson recusa luta: ‘Não faz sentido’
Dana White critica Conor McGregor por tentar roubar os holofotes dos demais lutadores: ‘Sempre faz isso’
Holly Holm comemora grande atuação no UFC Ilha da Luta 4 e não tem pressa para lutar pelo cinturão dos galos

“Não posso diminuir a atuação de Adesanya. Foi perfeita, impecável! Embora sejamos rivais, é algo que me inspira. Ser capaz de admitir isso mostra meu nível de maturidade. Eu e Adesanya vamos lutar, seja no octógono ou na rua. Acho mais sensato ser no octógono. Também voltarei a enfrentar Whittaker e acabarei com ele no primeiro round. Tenho 27 anos. Sei que tenho tempo e o que preciso fazer para ter sucesso. Quando chegar a hora, vencerei Adesanya”, disse Till.

Till também opinou sobre a rivalidade e o trash talk entre Adesanya e Borrachinha e explicou que isso jamais acontecerá com ele, porque sabe separar o lado profissional do pessoal e não liga para esse tipo de tática.

“Nunca vou odiá-lo ou odiar outro lutador por fazer sucesso. Posso estar assim na luta, mas, como pessoa, se você odeia alguém, tem sérios problemas. Sou inteligente o bastante para separar as coisas e não levar para o lado pessoal. Não sou tão sensível. Posso fazer piadas sobre mim e até sobre minha família. Isso não me afeta, mas entendo quem vê como desrespeito”, finalizou.

Aos 27 anos, a ascensão de Darren Till, no UFC, foi meteórica. O inglês chegou à organização em 2015, venceu quatro lutas consecutivas e, de forma invicta, lutou pelo cinturão do peso meio-médio (77,6kg), em 2018, quando foi vencido por Tyron Woodley. No peso médio (83,9kg), Till superou Kelvin Gastelum e só não se tornou o desafiante da categoria, porque foi derrotado pelo ex-campeão, Robert Whittaker, em julho de 2020.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments