Holly Holm comemora grande atuação no UFC Ilha da Luta 4 e não tem pressa para lutar pelo cinturão dos galos

Ex-campeã da categoria celebra evolução como lutadora e, antes de enfrentar Amanda Nunes pela segunda vez, deseja uma revanche contra Germaine de Randamie

H. Holm não tem pressa para lutar pelo cinturão. Foto: Reprodução/Instagram

Quando a luta entre Holly Holm e Irene Aldana foi oficializada no UFC Ilha da Luta 4, a expectativa era de um combate equilibrado, devido a qualidade de ambas no boxe. Contudo, no evento realizado no sábado (03), em Abu Dhabi, a ex-campeã do peso galo (61,2kg) foi dominante do início ao fim do combate e surpreendeu a adversária e os fãs ao aplicar quedas.

Na coletiva de imprensa pós-show, a norte-americana, de 38 anos, celebrou o fato de seguir atuando em alto nível, negou qualquer rumor de aposentadoria e acredita que, mesmo com sua experiência, ainda pode melhorar.

Veja Também

Confiante ao voltar a vencer no UFC Ilha da Luta 4, Condit desafia Nick Diaz e Matt Brown
VÍDEO: Assista a vitória de Holly Holm sobre Irene Aldana no UFC Ilha da Luta 4
Holly Holm domina Irene Aldana no UFC Ilha da Luta 4 e se aproxima de mais uma luta pelo cinturão
Carlos Boi vence Yorgan de Castro no UFC Ilha da Luta 4 e desafia o compatriota Raphael Bebezão
Após quatro anos, Carlos Condit volta a vencer no UFC Ilha da Luta 4

“Foi bom ter um desempenho dominante. Tive lutas bastante empolgantes e outras chatas. Gosto de misturar os fundamentos e mostrar que sou uma lutadora completa. Fui capaz de fazer isso contra Aldana, mas sempre quero mais. Amo treinar e lutar. Seguirei trabalhando duro e evoluindo”, disse Holm.

A grande performance de ‘The Preacher’s Daughter’ a colocou, mais uma vez, perto de lutar pelo cinturão, porém antes de ter sua revanche contra a campeã, Amanda Nunes, deseja acertar as contas com Germaine de Randamie.

“Sei que Amanda está ocupada e há várias lutadoras chegando. A categoria dos galos vive um bom momento e não pensarei no futuro. Não vou forçar nada. Quando a oportunidade aparecer, lutarei com minha alma e meu coração. A revanche contra De Randamie sempre foi uma boa opção. Acho que todos concordam que podemos nos enfrentar de novo”, finalizou.

Holly Holm é uma das lutadoras mais vitoriosas na história do MMA feminino. No UFC, a norte-americana conquistou o cinturão do peso galo, de forma invicta, ao nocautear Ronda Rousey e foi desafiante da categoria e do peso pena (65,8kg) por três vezes. Antes de fazer a migração, Holm teve uma grande carreira no boxe e foi campeã mundial da modalidade. Em 38 lutas, foram 33 vitórias, apenas duas derrotas e três empates.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments