Após quatro anos, Carlos Condit volta a vencer no UFC Ilha da Luta 4

Norte-americano se afasta da aposentadoria ao vencer Court McGee e brasileiro mostra valor ao vencer pela primeira vez na organização

Condit (dir.) vence McGee (esq.). Foto: Reprodução / Instagram @ufc

O card preliminar do UFC Ilha da Luta 4, realizado neste sábado (03), em Abu Dhabi, surpreendeu ao apresentar algumas performances bastante sólidas. Nele, o ex-campeão interino dos meio-médios (até 77.1 kg.) Carlos Condit reencontrou o caminho das vitórias, após quatro anos, ao derrotar Court McGee na decisão unânime dos juízes. Já o brasileiro Luigi Vendramini foi mais eficiente: na primeira luta do card, o brasiliense nocauteou Jessin Ayari no primeiro round.

Veja Também

IMAGEM FORTE: Lutador fica com costelas destruídas após chutes de rival no UFC Ilha da Luta 4
Holly Holm domina Irene Aldana no UFC Ilha da Luta 4 e se aproxima de mais uma luta pelo cinturão
VÍDEO: Assista a vitória de Holly Holm sobre Irene Aldana no UFC Ilha da Luta 4

Condit faz as pazes com a vitória

Carlos Condit passou muito tempo flertando com a aposentadoria. O namoro começou em 2016 e durou até 2020. Nesse período, o ex-campeão interino do peso meio-médio (77,6kg) foi derrotado por Robbie Lawler, Demian Maia, Neil Magny, Alex Cowboy e Michael Chiesa. Basicamente, seu futuro no esporte dependeria de uma vitória sobre Court McGee e o norte-americano conseguiu o que queria.

Aos 36 anos, ‘The Natural Born Killer’ se mostrou bastante confortável, mesmo em má fase. Condit foi superior no primeiro round, sendo melhor em pé, mais rápido, preciso e estava confiante, coisa que há muito tempo não se via. Nos segundos finais, o lutador conseguiu aplicar um knockdown, que quebrou o nariz de McGee, e a luta só não foi encerrada, porque os cinco primeiros minutos chegaram ao fim.

No segundo assalto, mais do mesmo. Ao perceber que McGee estava passivo e temeroso, Condit seguiu atacando e se movimentando, relembrando os velhos tempos. Ele não foi incomodado e manteve a vantagem no placar.

No terceiro e último round, Condit seguiu com fome de luta e não desacelerou. Por sua vez, McGee foi para o tudo ou nada, porém era mais atacado do que atacava. Ele só assustou com um chute alto, que passou perto do rosto do oponente. Ao final dos 15 minutos, não houve erro no julgamento do combate e a boa atuação de Condit foi premiada.

Agora, o veterano, de 36 anos, readquire a confiança ao voltar a vencer e também o amor pelo esporte, algo que parecia ter ficado perdido. Vale lembrar que, antes de enfrentar McGee, Condit havia manifestado o interesse de  fazer uma revanche contra Nick Diaz.

Vendramini cumpre promessa

 

Ver essa foto no Instagram

 

Wasting no time! 🤯 @LuigiVendramini.UFC with the finish in round 1️⃣. [ #UFCFightIsland4 – #InAbuDhabi – @VisitAbuDhabi ]

Uma publicação compartilhada por ufc (@ufc) em

Dois anos parado. Esse foi o tempo que Luigi Vendramini ficou afastado, após perder sua estreia no UFC e também a invencibilidade no MMA. No entanto, o brasileiro seguiu acreditando em sua recuperação na base do esforço e talento e inaugurou o evento com um retorno triunfal. Apesar da dura derrota sofrida para Elizeu Capoeira e das duas cirurgias no joelho direito, Vendramini estava confiante e prometeu que venceria Jessin Ayari no primeiro round. Dito e feito.

A luta, que marcou sua volta ao peso leve (70,3kg), durou pouco mais de um minuto, porém teve bastante ação. Nos primeiros segundos, o alemão chegou a assustar, mas, como não conseguiu definir o confronto, acordou o lado selvagem de Vendramini, que partiu para o ataque e alvejou o adversário com uma sequência de socos. Acuado e junto a grade, Ayari estava mal, porém permanecia de pé, até ser acertado por um chute no pescoço. Com o oponente caído, Vendramini encerrou o combate ao atacar no solo, vibrou e se emocionou com o importante triunfo.

Apesar da breve carreira e da pouca idade (24 anos), Vendramini já é conhecido por ser dono de um estilo agressivo. Essa foi a sua nova vitória em dez lutas disputadas, sendo todas pela via rápida (cinco nocautes e quatro finalizações). Por outro lado, Ayari foi derrotado pela terceira vez consecutiva e, dificilmente, será mantido na organização.

Kenney maltrata adversário

Casey Kenney mostrou que está disposto a voltar a integrar o top-15 do peso galo (61,2kg). O norte-americano, simplesmente, ignorou o bom momento de Heili Alateng no UFC e impôs sua primeira derrota na organização ao aplicar uma surra. A atuação foi tão dominante, que um dos juízes chegou a marcar 10×8 em dois rounds para o vencedor.

Kenney, que se destaca pelo bom nível de wrestling, vem mostrando evolução na luta em pé e foi assim que venceu o combate. O norte-americano chegou a balançar Alateng algumas vezes e seus chutes foram decisivos, tanto é que ficaram marcados na linha de cintura do adversário.

No fim das contas, Kenney, ex-campeão dos galos do Tachi Palace e do Legacy, confirmou o favoritismo com louvor, impressionou ao vencer o segundo combate consecutivo e mostra evolução luta a luta. O encontro foi tão tranquilo, que fez o animado Kenney pedir para lutar na próxima semana.

RESULTADOS do UFC Ilha da Luta 4

CARD PRINCIPAL

Peso galo: Holly Holm derrotou Irene Aldana na decisão unânime dos juízes (50-45, 50-44, 50-45)

Peso pesado: Carlos Boi derrotou Yorgan de Castro na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 29-28)

Peso galo: Germaine De Randamie derrotou Julianna Pena por finalização (guilhotina) a 3m25s do R3

Peso galo: Kyler Phillips derrotou Cameron Else por nocaute técnico a 0m46s do R2

Peso médio: Dusko Todorovic derrotou Dequan Townsend por nocaute técnico a 3m15s do R2

CARD PRELIMINAR

Peso meio-médio: Carlos Condit derrotou Court McGee na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-27)

Peso pena: Charles Jourdain e Josh Culibao empataram na decisão dividida dos juízes (30-27, 28-29, 28-28)

Peso médio: Nassourdine Imavov derrotou Jordan Williams na decisão unânime dos juízes (29-27, 29-27, 29-28)

Peso palha: Loma Lookboonmee derrotou Jinh Yu Frey na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 29-28)

Peso galo: Casey Kenney derrotou Heili Alateng na decisão unânime dos juízes (30-25, 30-26, 30-27)

Peso leve: Luigi Vendramini derrotou Jessin Ayari por nocaute técnico a 1m12s do R1

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments