Dana White critica Conor McGregor por tentar roubar os holofotes dos demais lutadores: ‘Sempre faz isso’

Presidente do UFC não ficou surpreso pelo fato do irlandês se pronunciar, justamente, na semana de um grande evento, mas reprova tática

D. White reprova tática de C. McGregor. Foto: Reprodução/YouTube UFC

Se Dana White entrou em rota de colisão com Conor McGregor pelo fato dele ter exposto algumas conversas particulares, o presidente do UFC voltou a criticar o lutador. Recentemente, o astro irlandês desafiou Dustin Poirier para uma luta de MMA beneficente, em dezembro, na Irlanda, justamente, no mesmo dia do combate entre Israel Adesanya e Paulo Borrachinha, no UFC 253, e isso pegou mal.

Ao site norte-americano Sports Illustrated, o mandatário da organização considerou a jogada feita pelo ex-campeão do peso pena (65,8kg) e leve (70,3kg) estranha, porém previsível, pois acontece com certa frequência.

Veja Também

Holly Holm comemora grande atuação no UFC Ilha da Luta 4 e não tem pressa para lutar pelo cinturão dos galos
Após finalizar Juliana Peña no UFC Ilha da Luta 4, Germaine De Randamie cobra respeito: ‘Mereço isso’
Confiante ao voltar a vencer no UFC Ilha da Luta 4, Condit desafia Nick Diaz e Matt Brown
Sem adversário no UFC Ilha da Luta 5, Thominhas é desafiado por Casey Kenney
Adesanya divulga suposta conversa privada com Borrachinha após UFC 253: ‘Na próxima, seja mais respeitoso’

“Foi estranho, mas há um padrão aqui. Quando o UFC está pestes a fazer uma luta enorme, McGregor aparece. Adesanya disputou uma luta que parou o mundo, quebrou vários recordes e McGregor começa a anunciar que vai lutar contra esse ou aquele cara. Ele tentou roubar a atenção de Adesanya. Ele sempre faz isso quando há grandes lutas”, disse Dana.

Vale lembrar que o episódio ao qual Dana White se referiu aconteceu no UFC 250, em junho de 2020. Na ocasião, a campeã Amanda Nunes defendeu o cinturão do peso pena, ao derrotar Felicia Spencer, e Conor McGregor aproveitou a importância do evento para anunciar sua aposentadoria.

Apesar do anúncio feito não ter convencido, desde então, o irlandês, de 32 anos, segue fora do octógono, mas continua sendo bastante ativo nas redes sociais. Sua última atuação foi contra Donald Cerrone, em janeiro de 2020, quando precisou de apenas 40 segundos para nocautear o veterano.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments