Apesar de perder Chandler para o UFC, presidente do Bellator ainda se diz fã do lutador: ‘Estará no nosso Hall da Fama’

Scott Coker não considera a saída do ícone de sua organização uma traição e o elogia como lutador e como pessoa

Presidente do Bellator elogia M. Chandler, que assinou com o UFC. Foto: Reprodução/Instagram

Após dez anos, a ida de Michael Chandler, ícone do Bellator, para o UFC abalou a comunidade do MMA e muitos fãs e lutadores condenaram a decisão do atleta, mas não Scott Coker. O presidente da organização, que sempre teve uma boa relação com o ex-campeão do peso leve (70,3kg) durante o longo período, não considera a mudança como uma traição e continua tendo carinho por ele.

Ao site norte-americano MMA Junkie, Coker relembrou a trajetória de Chandler no Bellator, informou que ele deve ser o primeiro atleta a integrar o Hall da Fama de sua organização e abriu as portas para o retorno do mesmo.

Veja Também

Khabib Nurmagomedov minimiza experiência de Justin Gaethje no wrestling: ‘Não usa como eu’
Gaethje não se intimida com histórico de Khabib e promete ser o atleta e homem superior: ‘Ele vai desistir’
Zumbi Coreano pede desculpas publicamente para Alexander Volkanovski e Brian Ortega por provocá-los

“Chandler foi o rosto do Bellator nos últimos dez anos ou em toda a sua carreira praticamente. Ele teve algumas das batalhas mais incríveis da história da organização. Conversei com ele sobre a proposta do UFC e concordamos que, quando voltasse, penduraríamos seu pôster na parede. Ele tem tudo para ser o primeiro lutador a entrar no Hall da Fama do Bellator. Temos que tomar algumas decisões difíceis. Deixar Chandler sair foi difícil, mas acho que a empresa está no caminho certo”, disse Coker.

Coker seguiu elogiando Chandler como lutador e como pessoa, revelou que o Bellator poderia ter oferecido mais dificuldade ao UFC, mas percebeu que a vontade do lutador era se provar na organização de Dana White e fica feliz que sua chegada está sendo valorizada.

“Pessoalmente, acho Chandler um ser humano incrível e um ótimo homem de família. Ele tem grandes valores e é um verdadeiro artista marcial. Ele tem tudo que gosto em um atleta e mostrou isso quando representou o Bellator. Ele recebeu uma grande proposta e tem uma ótima oportunidade. O Bellator poderia ter igualado a proposta, mas senti que seu destino estava em outro lugar. Sempre irei apoiar Chandler e assistirei todas as lutas dele. O fato de Chandler ser o reserva imediato da luta pelo cinturão dos leves prova a qualidade dos atletas do Bellator”, finalizou.

A valorização que Scott Coker mencionou foi o fato de Michael Chandler ter sido escolhido como reserva imediato para a luta entre Khabib Nurmagomedov e Justin Gaethje, válida pelo cinturão do peso leve, no UFC 254.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments