Rivais no passado, Georges St-Pierre surpreende ao revelar torcida por Nick Diaz em seu retorno ao MMA

Ex-campeão do peso meio-médio e médio do UFC acredita que o bad boy ainda pode fazer boas lutas e ser campeão

GSP revela torcida por N. Diaz. Foto: Reprodução/Twitter

Se Georges St-Pierre foi um lutador conhecido por não se arriscar e seguir a estratégia no octógono, fora de combate, o canadense gosta de surpreender. O ex-campeão do peso meio-médio (77,6kg) e médio (83,9kg) do UFC, que flerta com um possível retorno ao MMA, comentou a respeito, justamente, sobre a volta de Nick Diaz, um de seus maiores rivais, ao esporte.

Em entrevista à ESPN americana, GSP surpreendeu não apenas por informar que torce para o bad boy, como também por admitir ser fã do seu estilo, e acredita que ele pode ser campeão, mesmo sem atuar há cinco anos.

Veja Também

Georges St-Pierre revela conflito interno sobre voltar ao MMA: ‘Vou me arrepender?’
Anthony Johnson critica atuação e postura de Borrachinha contra Adesanya: ‘Seja homem e cresça!’
Apesar de perder Chandler para o UFC, presidente do Bellator ainda se diz fã do lutador: ‘Estará no nosso Hall da Fama’

“Desejo o melhor à Nick Diaz. Adoro vê-lo lutar. Só espero que ele volte tão bem ou até melhor do que era. Acredito que ele ainda pode ser campeão. Nick possui um estilo maluco, anda para a frente e seu jogo é muito subestimado”, disse GSP.

O canadense seguiu analisando o estilo do Diaz mais velho e acha que ele deveria ter enfrentado Tyron Woodley, quando este era o número um dos meio-médios. Contudo, contra o campeão, Kamaru Usman, GSP acredita que o bad boy teria dificuldade.

“Quando se luta contra Diaz, a sensação é de claustrofobia. Ele brinca com a sua mente e é muito completo. Acho que ainda pode causar problemas para muitos atletas. Quando Woodley era campeão, Nick deveria ter lutado contra ele. Teria sido uma grande luta para os fãs e ele teria chance de vencer por causa do estilo que possui. Agora, o campeão é Usman, que tem um estilo diferente. Não sei como ele vai lidar com isso, mas deveria tentar antes que seja tarde demais e se arrependa. Se Diaz se sente bem, deve voltar a lutar”, finalizou.

A última luta de Georges St-Pierre no MMA aconteceu em 2017, contra Michael Bisping e a despedida de Nick Diaz foi diante de Anderson Silva, em 2015. Os dois também já se enfrentaram pelo cinturão do peso meio-médio, em 2013, e o canadense levou a melhor na decisão unânime dos juízes.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments