Finalizado de forma impactante, Sandhagen busca se recuperar diante de Marlon Moraes: ‘Vai me consolidar’

Número três no ranking do peso galo elogia brasileiro e, apesar do revés na última luta, ainda acredita que pode ser campeão da categoria

C. Sandhagen elogia M. Moraes. Foto: Reprodução/Instagram

Cory Sandhagen é um homem em uma missão no UFC Ilha da Luta 5 e ela consiste em apagar a má impressão deixada diante de Aljamain Sterling. No evento que será realizado neste sábado (10), em Abu Dhabi, o norte-americano enfrentará Marlon Moraes, em duelo bastante importante para o peso galo (61,2kg), e deseja provar que não está no top-5 da categoria à toa.

Na coletiva de imprensa da atração, Sandhagen explicou que abordou o revés, seu primeiro na organização, de forma curiosa e pregou bastante respeito ao brasileiro, reconhecendo a qualidade do atual oponente.

Veja Também

Marlon Moraes afirma que Cory Sandhagen, rival deste sábado, é versão melhorada de Dominick Cruz
Anthony Johnson critica atuação e postura de Borrachinha contra Adesanya: ‘Seja homem e cresça!’
Apesar de perder Chandler para o UFC, presidente do Bellator ainda se diz fã do lutador: ‘Estará no nosso Hall da Fama’

“Sabe como tratei a derrota para Sterling? Como se eu fosse um artista. Foi uma pintura muito feia e quero mostrar a todos do que sou capaz. Houve alguma coisa, mas não quero dar desculpas. Naquela noite, percebi qual área devo dar destaque e tenho que aumentar minha intensidade no octógono. Estou animado. Marlon é muito respeitado pelos lutadores, pelos fãs e por mim também. Se eu conseguir ter o desempenho que imagino, isso irá me consolidar”, disse Sandhagen.

A derrota para Sterling, em junho de 2020, abalou tanto o norte-americano, que ele revelou que pensou que seria cortado pela organização e agradeceu ter mais uma chance de provar o seu valor.

“Achei que o UFC iria me dispensar. Estou grato por ter outra oportunidade. A organização ainda vê alguma importância em mim e fico feliz. Ainda sou um lutador com nível para ser campeão e acho que posso ser o melhor. Apenas tenho que ser o melhor na noite, mas é mais fácil falar do que fazer. Pretendo voltar para casa sendo o desafiante número um da categoria”, finalizou.

Antes de ser finalizado por Aljamain Sterling, Cory Sandhagen, de 28 anos e atual número três no ranking do peso galo, havia vencido cinco lutas consecutivas, com destaque para os nomes de Raphael Assunção, John Lineker e Iuri Marajó.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments