Chael Sonnen sugere ‘luta da aposentadoria’ entre Donald Cerrone e Diego Sanchez

Comentarista se apoia em má fase dos veteranos e entende que um confronto entre ambos poderia ser um atrativo aos fãs

C. Sonnen propõe que D. Cerrone (esq.) e D. Sanchez (dir.) façam luta da aposentadoria. Foto: Montagem SUPER LUTAS

Responsáveis por batalhas históricas dentro do octógono, os veteranos Donald Cerrone e Diego Sanchez definitivamente não vivem o melhor momento em suas carreiras. A cada nova derrota, aumenta-se a pressão para que os combatentes pendurem as luvas. Observando a situação, o ex-lutador e, agora, comentarista, Chael Sonnen, buscou uma alternativa viável para os norte-americanos.

Veja Também

Conor McGregor aceita luta contra Dustin Poirier e vai doar dinheiro para instituição de caridade
Georges St-Pierre revela conflito interno sobre voltar ao MMA: ‘Vou me arrepender?’
Possível despedida de Anderson Silva do UFC é confirmada para Las Vegas

“Alguém me enviou uma mensagem com uma ideia interessante. Uma luta entre Donald Cerrone e Diego Sanchez. O perdedor se aposenta. Quem vencer, se aposenta”, escreveu Sonnen.

Tanto Cerrone quanto Sanchez já viveram seus momentos de glória dentro do octógono. Ambos já disputaram o título dos leves (até 70,3kg.) da organização. Diego, em 2009 e Cerrone, em 2015.

Anos se passaram e o cenário, agora, não é favorável. Aos 37 anos, sofrendo com o desgaste por anos de atividade, o ‘Cowboy’ amarga uma sequência de cinco apresentações sem vitória. Em seu último compromisso, em setembro, ele acabou empatando com Niko Price.

Vencedor da primeira edição do TUF (The Ultimate Fighter), em 2005, a situação de Diego também é complexa. O lutador de 38 anos vem de cinco derrotas nas últimas 10 lutas, sendo que, contra Michel Pereira, em fevereiro, Sanchez só venceu porque desistiu do confronto após uma joelhada ilegal aplicada pelo brasileiro.

Depois de seu último compromisso, Cerrone garantiu que ainda não pensa em se aposentar. O norte-americano, no entanto, confirmou que precisa esclarecer algumas questões psicológicas que não têm permitido que ele atue em alto nível.

Profissional no MMA desde 2006, Donald, hoje, soma 53 apresentações, com 36 vitórias, 15 derrotas, um empate e uma luta sem resultado. Sanchez, por sua vez, tem 43 lutas, com 30 triunfos e 13 reveses.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments