Whittaker lamenta final de carreira de Anderson Silva e garante que não vai lutar por tanto tempo: ‘É loucura!’

Ex-campeão dos médios analisou o que aconteceu com a lenda do MMA nas últimas lutas e não acha boa ideia atletas seguirem no esporte além do tempo

R. Whittaker acredita que A. Silva errou por lutar durante tanto tempo. Foto: Reprodução/Instagram

Em sua despedida do MMA, Anderson Silva tentou voltar ao caminho das vitórias, mas foi novamente derrotado, dessa vez, por Uriah Hall e seus fãs acusaram o golpe tanto quanto ele. Apesar de viver fase oposta, já que venceu as duas lutas que disputou em 2020, Robert Whittaker, também ex-campeão do peso médio (83,9kg), admitiu ser fã de ‘Spider’ e lamentou a reta final da lenda brasileira, pois não condiz com o que ele representa para o esporte.

Em entrevista ao site norte-americano MMA Fighting, Whittaker acredita que a má fase de Anderson se deu, devido ao fato de não saber a hora de se aposentar, considerou um erro o veterano ter concordado em enfrentar Uriah Hall e garantiu que não vai prolongar sua carreira por tanto tempo.

Veja Também

Com Israel Adesanya na mira, Robert Whittaker volta a negar luta contra Paulo Borrachinha: ‘Totalmente inviável’
Após lesão de Till, Hermansson revela que cinco lutadores recusaram enfrentá-lo: ‘Estou na minha melhor forma’
Felder explica o que o motivou a aceitar enfrentar Dos Anjos neste sábado: ‘Vencer uma lenda e ter lutas maiores’

“É claro que não lutarei por tanto tempo! Na minha opinião, é uma loucura! A idade chega para todos. Não importa o quão bom você seja. Anderson não consegue mais atacar da forma como fazia quando era mais jovem, nem bate mais com tanta força. No auge, ele não podia ser tocado, era imparável e isso exigia o equilíbrio perfeito entre juventude, atributos físicos e talento. O talento não se perde e é por isso que ele ainda consegue ser competitivo, mas está mais velho e os atributos físicos caíram. Quando se enfrenta lutadores de alto nível, mais jovens e famintos, os resultados não são bons. Hall é assustador! Anderson lutou contra um atleta que está no auge de suas habilidades físicas e é muito talentoso”, disse Whittaker.

O neozelandês deu a entender que nunca enfrentou Anderson por causa da diferença de idade que existe entre eles (16 anos) e, novamente, informou que, caso receba muitos danos, irá se aposentar.

“Nunca nos cruzamos, porque há uma enorme diferença de idade. Sou jovem e estou evoluindo. Anderson está envelhecendo e caindo. Não sei como dizer isso de forma não ofensiva, mas tenho o maior respeito por ele. Lutar é estressante. Nunca é fácil para um lutador que passa dos 30 e se aproxima dos 40 seguir lutando. Toda luta é complicada. Não entendo o motivo de continuarem. Tenho limites e vou analisar como me sinto, como meu corpo reage, mas, se eu começar a ser nocauteado com frequência, vou parar. Minha saúde vem em primeiro lugar e vou aproveitar o tempo com os meus filhos”, finalizou.

Anderson Silva lutou até os 45 anos e, na últimas nove lutas que disputou, foi derrotado sete vezes. A última vitória da lenda brasileira ocorreu em 2017.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments