Daniel Cormier exclui Jones e Anderson Silva de lista de melhores da história: ‘O antidoping te elimina’

Rival histórico de ‘Bones’, DC se apoia em falhas de norte-americano e brasileiro que foram flagrados em testes no passado

D. Cormier (esq.) e J. Jones (dir.) em encarada para luta em 2016.
Foto: Reprodução/YouTube ufc

Após as aposentadorias de Daniel Cormier, Khabib Nurmagomedov e Anderson Silva, reacenderam a discussão sobre qual é o maior nome da história do MMA. Ex-campeão do UFC e, agora, comentarista, DC causou polêmica ao excluir seu maior rival no esporte, Jon Jones, da lista dos melhores. Em entrevista ao ‘MMA Fighting’, o norte-americano justificou o pensamento.

Veja Também

Vídeo: Nocaute em apenas três segundos marca edição do Bare Knuckle FC
Após salvar o UFC Las Vegas 14, Paul Felder critica atletas que não batem o peso: ‘Façam o que é certo!’
IMAGEM FORTE: Rival de Rafael dos Anjos perde dente, quebra o nariz e fica com rosto deformado

“Um dos caras mais talentosos que você vai ver, mas, de novo, para mim, falhas em testes antidoping te eliminam da conversa. Não entendo como é difícil compreender. Em um esporte, estamos competindo um contra o outro. No baseball, falhas em testes te impedem de entrar para o Hall da Fama e você está batendo em uma bola, algo que não sente. Na luta, você está socando pessoas, seres humanos e falhas te eliminam. É muito perigoso”, afirmou Cormier.

Maior nome do MMA brasileiro, Anderson Silva não saiu impune das análises de DC. Além de se aprofundar nos comentários sobre Jones, o norte-americano relembrou a falha do brasileiro em 2015, após a luta contra Nick Diaz.

“Jones estava falhando nos testes enquanto nós temos a USADA (Agência Antidoping dos Estados Unidos) e as pessoas ainda querem colocá-lo no topo da lista dos melhores. É loucura. (…) Até Anderson Silva. Ele era o cara. Falhas, não me importo se foi viagra. É uma falha. Falhar em esporte de combate, onde você está socando pessoas não é certo. Isso te elimina”, encerrou.

Recém-aposentado no MMA, Cormier teve a oportunidade de enfrentar tanto Jones (duas vezes) quanto Anderson Silva. Contra o compatriota, foi derrotado em 2015 e em 2017. Na segunda luta, no entanto, o resultado foi revertido para ‘no contest‘, depois de Jon ser flagrado no exame antidoping. Contra ‘Spider’, DC saiu vitorioso, quando o brasileiro topou substituir o próprio ‘Bones’ no confronto pelo UFC 200, em 2016.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments