Único homem a bater Deiveson Figueiredo, Jussier Formiga é dispensado pelo UFC

Algoz do atual campeão dos moscas não resiste à série de três derrotas consecutivas e deixa a organização

J. Formiga (esq.) foi o único homem a superar D. Figueiredo (dir.) no MMA, em 2019. Foto: Reprodução/Facebook @ufc

Notícia triste para os brasileiros. O único homem na história a bater o atual campeão dos moscas (até 56,7kg.), Deiveson Figueiredo, Jussier Formiga não faz mais parte do grupo de atletas do UFC. O potiguar não resistiu à série de três derrotas consecutivas e acabou dispensado pela organização. A informação foi divulgada pelo ‘MMA Fighting’.

Veja Também

Vídeo: Uriah Hall compara nocaute sobre Anderson Silva com o mesmo aplicado pelo brasileiro em 2009
Após ser excluído por Cormier do posto de melhor lutador da história, Jones critica rival: ‘Perdeu e desistiu’
IMAGEM FORTE: Paul Felder analisa luta contra Dos Anjos enquanto recebe pontos de médico

Veterano no Ultimate, Formiga estreou pela organização em 2012. Durante anos, o atleta representou a elite da divisão, mas, nas últimas apresentações acabou não conseguindo ter êxito nos compromissos.

Com as luvas do UFC, Jussier realizou 16 lutas. Ao todo, o potiguar saiu vencedor em nove embates e perdeu sete. Em seu currículo pela companhia, o brasileiro trocou forças contra nomes como Jospeh Benavidez, Wilson Reis, Sergio Pettis e o ex-campeão, Henry Cejudo.

Um dos grandes momentos na trajetória de Formiga pelo Ultimate aconteceu em março de 2019, quando o atleta bateu o atual campeão, Deiveson Figueiredo, – que, na época, não ostentava o título – tirando a invencibilidade na carreira do paraense. Após o triunfo, no entanto, Jussier acabou entrando na má fase, que acabou sacramentando sua dispensa.

Em seus últimos compromissos, o potiguar acabou superado por Benavidez, Brandon Moreno e Alex Perez, que disputará o título contra Deiveson no próximo dia 21.

Hoje, Formiga tem 35 anos. O brasileiro tem um cartel de 31 confrontos como profissional no MMA, somando 23 triunfos e oito reveses.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments