Ferguson pede para enfrentar Chandler em dezembro, mas rival sugere janeiro: ‘Vamos ser realistas’

‘Bicho Papão’ insiste em encarar ex-campeão do Bellator no UFC 256; Michael quer embate no mesmo card de ‘McGregor x Poirier’ e justifica ideia

M. Chandler (esq.) e T. Ferguson (dir.) seguem sem acordo para luta. Foto: Montagem SUPER LUTAS

A novela da luta entre Tony Ferguson e Michael Chandler já poderia ter sido encerrada, não fosse a discordância dos atletas sobre as datas. Enquanto o ‘Bicho Papão’ insiste que o confronto aconteça ainda em 2020, o ex-campeão do Bellator vê com bons olhos a peleja ser realizada em janeiro, no mesmo evento de ‘McGregor x Poirier’. Desta forma, a ‘guerra’ entre os leves (até 70,3kg.) segue na imprensa e redes sociais.

Veja Também

Dana White descarta cinturão para a luta entre McGregor e Poirier no UFC 257: ‘Khabib vai voltar’
Luta entre Júnior Cigano e o invicto Ciryl Gane é confirmada para 12 de dezembro, no UFC 256
Ultimate encaminha luta entre Kamaru Usman e Gilbert Durinho para o dia 13 de fevereiro
Ultimate confirma luta entre Max Holloway e Calvin Kattar para o dia 16 de janeiro

“O UFC me disse que você já aceitou outra luta, cara. Então, Michael Chandler, pare de chorar para a ‘ESPN’ sobre me enfrentar. Se quer lutar comigo, estarei em (Las) Vegas em 12 de dezembro. Aceite ou siga em frente”, disparou Tony, em sua conta no Twitter.

A publicação de Ferguson, realizada na manhã desta quarta-feira (18), foi direcionada a Chandler para rebater uma entrevista recente dada pelo ex-campeão do Bellator à ‘ESPN’, quando o peso leve tenta justificar o desejo de enfrentar o ‘Bicho Papão’ em janeiro, pelo UFC 257. Na ocasião, Michael afirmou que vem de um corte de peso recente (no fim de outubro) e precisava de descanso, além do evento do início do ano, na teoria, ter mais visibilidade.

“Tem 0% de chance de eu enfrentar Tony Ferguson em dezembro. Sei que ele sabe disso, porque o UFC já avisou a ele. Já disse que vou enfrentá-lo em janeiro”, afirmou Chandler.

Michael, então, explicou por que não tem planos de se apresentar em 2020. Recém-contratado pelo Ultimate, o atleta acabou sendo o reserva imediato para o confronto entre Khabib Nurmagomedov e Justin Gaethje, no UFC 254 e passou pelo corte de peso assim como os protagonistas do espetáculo.

“O UFC não me ofereceu a luta em dezembro porque eles sabem que estou me recuperando. Eu cortei peso em outubro. Todos sabem que sou um atleta ativo e estou sempre treinando, mas eu precisei de um mês fora. Tony está fazendo campanha para lutarmos em três semanas e meia”, confrontou o ex-Bellator.

Por fim, Michael deu o ultimato a Ferguson. Pensando no maior evento de janeiro, Chandler vê com bons olhos a chance de participar do evento encabeçado por Conor McGregor e Dustin Poirier, fazendo a luta co-principal da noite.

“Tony, você teve a oportunidade de me enfrentar em outubro e disse ‘não’. Você sequer sugeriu lutar em dezembro até as últimas 11h. Vamos ser realistas e assinar para 23 de janeiro. Se você acha que ainda tem o que precisa para lutar pelo cinturão, me enfrente em 23 de janeiro. Por que não pegar a oportunidade?”, finalizou.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments