Campeão no meio-pesado, Jan Blachowicz dá ‘conselho de amigo’ a Adesanya sobre riscos na divisão

Possível rival de nigeriano em superluta, polonês faz alerta importante para rival, caso opte por se testar na categoria até 93kg.

J. Blachowicz (foto) conquistou o cinturao dos meio-pesados no UFC 253. Foto: Reprodução/Instagram

Não é segredo para ninguém que o UFC pretende negociar uma superluta entre o campeão nos meio-pesados (até 93kg.) Jan Blachowicz e o líder dos médios (até 83,9kg.), Israel Adesanya. Possível rival do nigeriano para 2021, o polonês surpreendeu e mandou um conselho para o adversário sobre os perigos que serão enfrentados na categoria até 93kg.

Veja Também

Vídeo: Erro grotesco de árbitro obriga lutador brasileiro a nocautear rival duramente por duas vezes
Luta entre Júnior Cigano e o invicto Ciryl Gane é confirmada para 12 de dezembro, no UFC 256
Dana White descarta cinturão para a luta entre McGregor e Poirier no UFC 257: ‘Khabib vai voltar’
Ferguson pede para enfrentar Chandler em dezembro, mas rival sugere janeiro: ‘Vamos ser realistas’

“Estou nesta categoria durante toda a minha vida. Sei tudo sobre ela. É diferente. O cardio, agilidade, velocidade. Você pode treinar contra pesos pesados (até 120,2kg.), com meio-pesados, mas é treino. Uma luta é completamente diferente. (…) Quando os caras mudam de categoria, eles têm problemas com tudo. Nem todos estão prontos. Vamos ver”, afirmou Blachowicz, em entrevista ao ‘MMA Fighting’.

Jan, então, sugeriu que, antes de se aventurar em um peso superior ao que costuma lutar, se teste com outros atletas que não sejam o campeão. Para Blachowicz, um embate contra um adversário menos ranqueado do grupo seria o mais recomendável.

“Acho que seria melhor, mais seguro, se ele fizesse uma luta contra um dos desafiantes, não alguém do topo, mas alguém atrás”, disse o campeão.

Caso Israel siga com o desejo de estrear na categoria contra o atual campeão, Jan não se opõe. Ciente das qualidades do nigeriano, que tem um cartel invicto no MMA, com 20 vitórias, o polonês acredita que um triunfo sobre Adesanya seria ainda mais valorizado.

“Ele nunca perdeu uma luta no MMA, então, se confirmarem essa luta, serei o primeiro a derrotá-lo e ele vai se lembrar disso para o resto de sua vida. Será incrível. Um pequeno bônus para mim”, finalizou.

Mesmo com todas as especulações, a superluta ainda está apenas no papel. Não se sabe quando Blachowicz fará sua primeira defesa de título e se, de fato, será contra o campeão dos médios. No início do mês, Glover Teixeira se aproximou de uma chance de encarar o polonês, depois da grande vitória sobre Thiago Marreta.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments