Cejudo chama Deiveson de ‘babá de cinturão’ e aposta em Brandon Moreno contra brasileiro no UFC 256

Aposentado desde maio, ‘Triplo C’ volta a provocar atual campeão do peso mosca e acredita na derrota do paraense em 12 de dezembro

H. Cejudo posa com seus dois cinturões do UFC. Foto: Reprodução/Instagram @henry_cejudo

Sem lutar desde maio, quando abriu mão do cinturão do peso galo (até 61,2kg.) e anunciou a aposentadoria no MMA, Henry Cejudo não deixou de dar seus ‘pitacos’ no esporte. Depois de ver Deiveson Figueiredo assumir seu antigo posto no peso mosca (até 56,7kg.) e dar show na primeira defesa de título, o norte-americano não perdeu a chance de provocar o paraense e apostou na derrota do ‘Deus da Guerra’ contra Brandon Moreno, no UFC 256, em 12 de dezembro.

PUBLICIDADE:

Veja Também

“A única razão de Deiveson Figueiredo ser o campeão é por minha causa. Para mim, ele não é o Deus de nada. Fui eu quem deu a ele aquela posição. Estou deixando-o cuidar do meu cinturão e ele tem sido uma boa babá, na minha visão”, provocou Cejudo, em entrevista ao ‘The Schmo’.

Campeão linear do peso mosca desde julho, Figueiredo entrará para a história em dezembro. Depois de superar Alex Perez no último dia 21, o brasileiro foi imediatamente escalado para enfrentar Brando Moreno no UFC 256, com menos de um mês para o desafio, algo nunca feito na história do Ultimate.

PUBLICIDADE:

Analisando o confronto de Deiveson para o penúltimo espetáculo do ano, Henry surpreendeu ao propor o resultado da disputa. Pensando como comentarista, o norte-americano deu a pista para que Moreno surpreenda o ‘Deus da Guerra’ e conquiste o posto do paraense.

“Ainda sou fã do esporte. Gosto de assistir esses caras, mas, mais do que tudo, sou um crítico. Sempre que assisto a lutas, vejo coisas que os lutadores estão fazendo erradas, até com o Deiveson. É por isso que acho que ele terá uma noite difícil e pode perder para Brandon Moreno. Tudo o que se deve fazer contra caras como Deiveson é partir para a luta agarrada no primeiro round, porque ele cortou muito peso. No segundo, terceiro (rounds), os músculos vão pesar. Então, eu escolho Brandon Moreno”, finalizou.

PUBLICIDADE:

No UFC 256, Deiveson completará sua quarta apresentação em 2020. Após atropelar Joseph Benavidez por duas vezes e Alex Perez uma, o brasileiro tenta se aproximar do título de ‘Lutador do Ano’, contra Moreno, que também atuou no último dia 21.

PUBLICIDADE:

Podcast #45: Volkanovksi sem desafiante e brasileiros no 1º UFC do ano



Comentários

Deixe um comentário