'Tyson x Roy Jones Jr' ultrapassa 1 milhão de pay-per-view vendidos e confirma sucesso de superluta | SUPER LUTAS

‘Tyson x Roy Jones Jr’ ultrapassa 1 milhão de pay-per-view vendidos e confirma sucesso de superluta

Embate entre lendas do boxe supera expectativa e abre caminhos para novos eventos no mesmo estilo

Tyson (dir.) diz que quer voltar a competir em breve. Foto: Reprodução / YouTube

Para quem duvidava do sucesso do embate entre os veteranos Mike Tyson e Roy Jones Jr., os números não deixaram mentir. No encontro entre as lendas do boxe, realizado no último sábado (28), em Los Angeles, a promoção superou a marca de 1 milhão (cerca de 1,2 milhões) de pay-per-view vendidos, superando as expectativas dos organizadores, que venderam cada pacote a US$49,95 (quase R$260). A informação foi divulgada pela ‘ESPN‘.

Veja Também

Mesmo com regras específicas, criadas para manter ao máximo a integridade física de Tyson e Jones, que têm 54 e 51 anos, respectivamente, os fãs compraram a briga, literalmente. Em luta programada para oito rounds de dois minutos, os veteranos conseguiram entreter os fãs e garantiram o sucesso na luta que fechou o espetáculo promovido pela ‘Triller’.

Os números conquistados por Tyson e Jones Jr. colocam o evento do último final de semana como um dos mais bem-sucedidos de 2020, comparando, inclusive com espetáculos do Ultimate. No UFC 251, protagonizado por Kamaru Usman e Jorge Masvidal, por exemplo, a vendagem foi de aproximadamente 1,3 milhões de pacotes.

Com o sucesso, o espetáculo encabeçado por Tyson e Jones Jr. abre as portas para outras apresentações do gênero. Depois do encontro entre os ex-campeões mundiais de boxe, outra lenda decidiu entrar no jogo. Evander Holyfield, eterno algoz de Mike, não demorou muito para iniciar sua campanha para reeditar os encontros realizados em 1996 e 1997, quando derrotou o ‘Homem de Ferro’.

Após encarar Roy, Tyson, em entrevista, afirmou que pretende se manter ativo, promovendo lutas de exibição. Segundo o lutador, o plano é fazer uma apresentação a cada dois meses.

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments