Favorita para enfrentar Shevchenko, Bate-Estaca revela estratégia para bater campeã do peso mosca | SUPER LUTAS

Favorita para enfrentar Shevchenko, Bate-Estaca revela estratégia para bater campeã do peso mosca

Depois de dar show em sua estreia na nova categoria e ser promovida a desafiante ao cinturão, brasileira traça plano que usaria para derrotar a perigosa quirguistanesa

J. Bate-Estaca (dir.) deve ser a próxima adversária de V. Shevchenko. Foto: Reprodução/Instagram

Desde sua estreia de gala no peso mosca (até 56,7kg.), em outubro, Jéssica Andrade já tem lugar garantido para lutar pelo cinturão da categoria. Depois de ser confirmada pela boca do próprio Dana White, a brasileira já aguarda pela oficialização do confronto contra Valentina Shevchenko. Para a luta, que deve acontecer em 2021, a paranaense não esconde a estratégia que deve ser usada para tentar superar a quirguistanesa.

Veja Também

“Valentina é uma grande lutadora e tem meu respeito total, mas acho que a estratégia seria trabalhar no ground and pound e não dar a ela nenhum espaço. Ela vai muito bem quando tem espaço e ela é canhota. Então, vou caminhar para o lado do seu braço ruim, usar minha força e minhas quedas”, afirmou a brasileira, em entrevista ao ‘MMA Fighting’.

Provando que conhece Shevchenko, Jéssica seguiu avaliando o plano de luta e analisando os pontos de maiores cuidados contra a campeã.

“Você tem que estar certa de que os braços e pernas dela estejam cansados nos primeiros rounds. Então, fica mais fácil. Isso é algo que faço bem. Sou forte contra as grades e leva um tempo para eu me cansar. É meu diferencia”, disse a atleta.

Ex-campeã no peso palha (até 52,1kg.), Bate-Estaca, além da oportunidade de se testar contra uma das melhores lutadoras da história, poderá fazer história no UFC. Depois de se tornar a primeira mulher a atuar em três categorias de peso diferentes, a paranaense teria a chance de se juntar a Amanda Nunes e ostentar dois títulos em divisões distintas. Ciente da responsabilidade, Andrade falou sobre a expectativa para a chance recebida.

“Seria uma grande conquista. Eu estou sempre fazendo história, tentando evoluir em todos os aspectos. Seria um sonho se realizando, me tornar campeã no peso mosca e chegar ao ranking do peso por peso, e vencendo Valentina. Seria maravilhoso”, finalizou.

Shevchenko atuou recentemente, pelo UFC 255. A quirguistanesa enfrentou e bateu Jennifer Maia e fez sua quarta defesa de cinturão.

Podcast #30: Aquecimento para o UFC 266 com duas disputas de cinturão e migué de Romero no Bellator

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments