Dana esclarece sobre demissão em massa e nega que motivo seja crise financeira | SUPER LUTAS

Dana esclarece sobre demissão em massa e nega que motivo seja crise financeira

Presidente do UFC afirma que as dispensas do fim de ano são naturais e compensam meses passados, quando poucos atletas foram liberados da companhia

D. White em coletiva pelo UFC. Foto: Reprodução/YouTube UFC

Depois de anunciar que dispensará cerca de 60 lutadores do UFC ainda em 2020, Dana White tratou de encerrar qualquer discussão sobre uma possível crise financeira na companhia. Em coletiva após o UFC Las Vegas 16, o ‘chefão’, que recentemente liberou os veteranos Anderson Silva e Yoel Romero de seus contratos, esclareceu que os cortes são um processo natural da organização.

Veja Também

“Nós tomamos essas mesmas medidas a cada final de semana há 20 anos. Nós não fizemos nos últimos meses. Não tem nada a ver com o pagamento dos lutadores ou algo do tipo. Apenas não fizemos nos últimos meses durante a pandemia”, justificou o mandatário.

White, então, comparou a situação do UFC com a de outras organizações, que sofreram rombos financeiros com a impossibilidade de promover eventos com público. Segundo Dana, a forma com que o Ultimate conduziu seus projetos diante de uma crise em diversos campos da sociedade prova que a companhia sobreviveu às dificuldades.

“Se eu estivesse tentando economizar dinheiro, eu teria liberado empregados como qualquer outra companhia na América. É assim que se economiza dinheiro diante de algo assim. Tenho honrado o contrato de cada lutador e nós não liberamos nenhum funcionário durante a pandemia”, finalizou.

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments