Deiveson Figueiredo bate peso e confirma segunda defesa de cinturão em 20 dias | SUPER LUTAS

Deiveson Figueiredo bate peso e confirma segunda defesa de cinturão em 20 dias

Brasileiro fica abaixo do limite do peso mosca e enfrenta Brandon Moreno na luta principal do UFC 256; Charles do Bronx cala Tony Ferguson e garante confronto

D. Figueiredo bate peso para o UFC 256. Foto: Reprodução/Instagram

Tarde histórica para o Ultimate. Na pesagem oficial para o evento, realizada nesta sexta-feira (11), Deiveson Figueiredo surpreendeu e ficou abaixo do limite do peso mosca (até 56,7kg.), confirmando sua segunda defesa de cinturão em 20 dias. Assim como seu adversário, o brasileiro cravou 56,4kg. e garantiu a luta principal. Os 18 atletas restantes também cumpriram seus compromissos.

Veja Também

Campeão do peso mosca desde julho, Deiveson não quis saber de suspense. No local das aferições, o paraense foi o primeiro a se apresentar aos fiscais e confirmou 56,4kg., cerca de 300g. abaixo do exigido.

Desafiante ao posto de líder do grupo, Brandon não demorou muito para aparecer. Responsável por tentar encerrar o reinado do ‘Deus da Guerra’, Moreno pesou a mesma quantidade que o brasileiro e se garantiu no embate.

Para afastar qualquer tipo de dúvida criada por Tony Ferguson, Charles do Bronx calou o norte-americano. O brasileiro, que havia sido provocado pelo rival por conta de falhas cometidas em pesagens quando ainda atuava no peso pena (até 65,7kg.), sequer tirou a máscara e os óculos escuros. Sem sustos, o paulista cravou 70kg., 300g. abaixo do peso oficial, e está pronto para a luta mais importante de sua carreira, até o momento.

Elétrico como de costume, Ferguson chegou alguns minutos depois. Bem-humorado, o lutador ficou no limite exato da categoria, marcando 70,3kg.

Ex-campeão do peso pesado (até 120,2kg.), Júnior Cigano voltou a exibir grande forma física em sua apresentação. Líder do grupo entre 2011 e 2012, o catarinense confirmou 111,8kg. O atleta enfrentará o perigoso e invicto Ciryl Gané, que ficou com 112kg.

De volta ao octógono após mais de um ano, Jacaré também se deu bem no compromisso com a balança. Sem lutar desde novembro de 2019, o brasileiro cravou 84,1kg. – fazendo o uso da libra (454g.) de tolerância. O atleta enfrentará Kevin Holland, que aferiu 83,9kg.

No card preliminar, Renato Moicano e Rafael Fiziev ficaram iguais. Representante dos leves, os lutadores cravaram o limite exato da categoria.

Mackenzie causa apreensão, mas não foi nada

Entre os 20 atletas escalados para o espetáculo deste final de semana, Mackenzie Dern foi a última a se apresentar ao local das contabilizações. A atleta, que já teve falhas com a balança no passado, no entanto, acabou surpreendendo positivamente.

Em grande forma e tranquila, Dern cravou o limite do peso palha, com 52,1kg. e está pronta para o confronto brazuca contra Virna Jandiroba, que cravou a mesma quantia.

Confira os pesos para o UFC 256

CARD PRINCIPAL

Peso mosca (até 56,7kg.): Deiveson Figueiredo (56,4kg.) x Brandon Moreno (56,4kg.) – Luta pelo cinturão

Peso leve (70,3kg.): Tony Ferguson (70,3kg.) x Charles do Bronx (70kg.)

Peso palha (até 52,1kg.): Mackenzie Dern (52,1kg.) x Virna Jandiroba (52,1kg.)

Peso médio (até 83,9kg.): Kevin Holland (83,9kg.) x Ronaldo Jacaré (84,1kg.)

Peso pesado (120,2kg.): Junior Cigano (111,8kg.) x Ciryl Gané (112kg.)

CARD PRELIMINAR

Peso pena (até 65,7kg.): Cub Swanson (65,7kg.) x Daniel Pineda (65,9kg.)

Peso leve (até 70,3kg.): Renato Moicano (70,3kg.) x Rafael Fiziev (70,3kg.)

Peso pena (até 65,7kg.): Gavin Tucker (66,2kg.) x Billy Quarantillo (65,9kg.)

Peso palha (até 52,1kg.): Tecia Torres (52,1kg.) x Sam Hughes (52,3kg.)

Peso pena (até 65,7kg.): Chase Hooper (65,9kg.) x Peter Barrett (65,9kg.)

*Em lutas sem disputas de cinturão, todos os atletas têm uma libra (454g.) de tolerância sobre os pesos oficiais de suas respectivas categorias. 

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments