Rival de Aldo neste sábado, Vera quer 'forçar demissão' do brasileiro com vitória: 'Sou a pior luta para ele' | SUPER LUTAS

Rival de Aldo neste sábado, Vera quer ‘forçar demissão’ do brasileiro com vitória: ‘Sou a pior luta para ele’

Adversário do manauara em uma das principais apresentações do UFC Las Vegas 17, equatoriano aposta em grande resultado contra o rival, que vive má fase na carreira

J. Aldo (esq.) e M. Vera (dir.) se enfrentam no último card do UFC de 2020. Foto: Reprodução/Instagram

Perto de uma das lutas mais importantes de sua carreira, Marlon Vera não poderia estar mais empolgado para seu próximo desafio. Neste sábado (19), o equatoriano terá pela frente o papel de enfrentar José Aldo em uma das principais apresentações do UFC Las Vegas 17. Ciente do grande desafio, o peso galo (até 61,2kg.) aposta suas fichas em sua qualidade e acredita que um triunfo, além de impulsioná-lo para o topo da divisão, pode sacramentar a dispensa do manauara do Ultimate.

Veja Também

“Eu sou um nerd para entender como as coisas acontecem no UFC. Isso é uma chance para ele (Aldo) provar que ainda pode derrotar alguém que está crescendo, e essa é uma chance para mim de mandá-lo para casa e eu ficar. Eu vim para ser o campeão e vou tirá-lo dessa fila”, afirmou Marlon, em entrevista ao ‘MMA Fighting’.

Embalado com um grande resultado em sua última apresentação, quando desbancou o promissor Sean O’Malley, Vera quer repetir o feito contra o brasileiro neste final de semana. De olho no topo da categoria, Marlon acredita que pode contribuir para a má fase de Aldo, se aproximar do topo e forçar uma dispensa do brasileiro, que segue sem vencer desde sua estreia no peso galo.

“Essa é, provavelmente, a pior luta para ele. É apenas mais um dia de trabalho para mim. (…) Quando o octógono fechar, vou lutar muito. Quero machucar esse cara e levar a vitória. Não vou me intimidar e, como diz um samurai, eu aceito morrer para conquistar a vitória. Não estou de brincadeira”, finalizou.

Caso supere Aldo no sábado, Vera pode dar um grande salto no ranking da divisão. Hoje, o equatoriano figura na 15ª posição, enquanto o brasileiro é o 7º.

Ex-campeão no peso pena (até 65,7kg.) e considerado um dos melhores da história da categoria, Aldo atravessa uma fase conturbada no Ultimate. Sem vencer desde fevereiro de 2019, o manauara, hoje, soma quatro triunfos nas últimas 10 lutas.

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments