De olho em trilogia com Volkanovski, Holloway promete surpresa para luta deste sábado | SUPER LUTAS

De olho em trilogia com Volkanovski, Holloway promete surpresa para luta deste sábado

Ex-campeão dos penas volta a questionar resultados de luta contra atual campeão e garante show contra Calvin Kattar, no UFC Ilha da Luta 7

M. Holloway (esq.) e A. Volkanovski (dir.) se enfrentaram em 2019 e 2020. Foto: Reprodução/Instagram @ufc

Antigo campeão do Ultimate no peso pena (até 65,7kg.), Max Holloway está motivado para recuperar seu trono, perdido para Alexander Volkanovski, em dezembro de 2019. Para isso, o havaiano precisará de uma atuação perfeita contra Calvin Kattar, neste sábado (16), no UFC Ilha da Luta 7, que abre a temporada 2021 da companhia. No que depender do ‘Abençoado’, seus fãs não se decepcionarão com sua performance no final de semana.

Veja Também

“Tenho que cuidar dos meus negócios e fazer algo espetacular. Não deixar eles me negarem. Aí, deixarei para meu manager (empresário) fazer sua mágica. Tenho algo especial para esta luta com certeza, não percam”, disse Max, em entrevista ao ‘Combate’.

Embora esteja focado em seu próximo compromisso, Holloway não esconde que o pensamento para o futuro é uma nova luta contra Alexander Volkanovski. Na conversa, o havaiano voltou a contestar seus dois reveses para o australiano e garantiu que sente a necessidade de provar ser superior ao rival, que, hoje, ostenta o título.

“De 80% a 90% do mundo acreditam que eu venci esta luta, e não foram só fãs. Foram pessoas respeitadas, como treinadores, tipo o Firas Zahabi, ou o Big John (McCarthy), que escreveu o regulamento. E tem os competidores, como Nate (Diaz), Dustin (Poirier), Justin (Gaethje), Jorge (Masvidal), todos esses caras. Imagina se todos esses caras, quando eu enfrentei o (José) Aldo, tivessem dito que eu perdi. Provavelmente teria me mudado para o Brasil e tentado lutar com ele todos os dias, para provar um ponto, que o que aconteceu, não aconteceu. Mas é o meu jeito, sou competitivo, é algo que tenho em mim”, disse o ex-campeão.

Com 27 lutas como profissional no MMA, Holloway, de 29 anos, assumiu o topo do mundo quando brutalizou e tomou o cinturão da categoria de José Aldo, em 2017. Na sequência, em revanche imediata, no mesmo ano, o havaiano voltou a nocautear o manauara.

Embora Max siga perseguindo Volkanovski, o atual campeão, por vezes, tornou público ser contrário a uma nova luta contra o ex-líder do grupo. Segundo o australiano, a categoria deve caminhar e uma trilogia travaria a divisão. Desde sua primeira defesa de título, em julho de 2020, Alexander não voltou a se apresentar.  A expectativa é que o atleta enfrente Brian Ortega, mas ainda não há data prevista para o embate.

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments