Para abrir espaço ao irmão, Deiveson confirma ida para o peso galo do UFC em breve | SUPER LUTAS

Para abrir espaço ao irmão, Deiveson confirma ida para o peso galo do UFC em breve

Atual líder nos moscas, ‘Deus da Guerra’ espera que Francisco Figueiredo herde seu título atual e projeta futuro de sucesso no grupo até 61,2kg

F. Figueiredo (dir.) estreará no UFC em 20 de janeiro. Foto: Reprodução/Instagram

Novo xodó e atual campeão do UFC no peso mosca (até 56,7kg.), Deiveson Figueiredo pode estar próximo de se despedir de sua atual categoria. Isso porque o atleta deseja abrir espaço ao seu irmão, Francisco Figueiredo, recém-contratado pela organização, para que o título do grupo fique ‘em família’ e o ‘Deus da Guerra’ possa levar seu talento aos galos (até 61,2kg.).

Veja Também

“Meu irmão está entrando na maior organização do mundo para fazer história. Ele é muito duro. Um dos que me motivam a treinar mais a cada dia”, afirmou o atual líder dos moscas, em entrevista ao ‘Sherdog.com‘.

Ex-campeão do Jungle Fight, Francisco já tem luta marcada para sua estreia. O atleta enfrenta Jerome Rivera em 20 de janeiro, na ‘Ilha da Luta’, em Abu Dhabi. No que depender de Deiveson, o pupilo não terá problemas no debute.

“Tenho certeza de que ele (Francisco) vai neutralizar Jerome Ribera onde quer que a luta se desenrole, de pé ou no chão”, cravou o campeão.

Projetando um futuro de sucesso para o irmão na categoria onde, hoje, é o ‘Deus’, Deiveson entende que sua despedida do grupo até 56,7kg. será questão de tempo. Para não correr o risco de ter que enfrentar um atleta da família, Figueiredo tentará ir aos galos e fazer história, se tornando mais um atleta a conquistar dois cinturões pelo Ultimate.

“Depois de duas ou três lutas, não tenho dúvidas de que ele (Francisco) estará no topo. Então, para não ter que enfrentar meu irmão, eu vou para os galos, como planejado”, finalizou.

Com status de nova estrela do Ultimate e cheio de moral com Dana White, Figueiredo é campeão da organização desde julho. No fim da última temporada, o paraense fez história ao se tornar o primeiro atleta a defender um cinturão em 21 dias.

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments