Amanda Ribas elogia Marina Rodriguez, mas se diz confiante para o UFC 257: 'Quero nocautear ou finalizar' | SUPER LUTAS

Amanda Ribas elogia Marina Rodriguez, mas se diz confiante para o UFC 257: ‘Quero nocautear ou finalizar’

Com duelo contra compatriota no próximo dia 23, brasileira quer manter boa fase na organização; atleta também fala de sonho em disputar o cinturão

A. Ribas diz que deseja lutar pelo cinturão em breve. Foto: Reprodução/Instagram

Uma das maiores promessas no MMA feminino brasileiro, Amanda Ribas está confiante para a luta contra a compatriota Marina Rodriguez. O duelo acontece no UFC 257, dia 23 de janeiro, na Ilha da Luta, em Abu Dhabi. Vindo de uma sequência de cinco vitórias seguidas, a mineira afirmou que deseja surpreender no confronto para que consiga se aproximar de uma disputa de título dos palhas (até 52,1kg.). A declaração foi feita em entrevista ao ‘MMA Junkie’.

Veja Também

“Espero que aconteça muito rápido e quero nocautear ou finalizar, porque gosto de lutas rápidas. Mas ela é muito dura. (…), era para lutar contra a Carla (Esparza) e não sei o que aconteceu. Depois, eu enfrentaria a Michelle (Waterson), e as duas estão muito bem no ranking. Então, se eu fizer uma grande luta contra a Marina, eu posso subir na categoria e talvez lutar pelo título”, disse Amanda.

Questionada sobre a possibilidade de enfrentar a atual campeã Weili Zhang no futuro, a mineira elogiou a chinesa.

“Ela é durona. É a campeã. Então, se no futuro eu lutar contra ela, vou treinar muito forte, treinar minha luta em pé e minha agilidade, porque ela é muito rápida, forte e boa”, concluiu.

Com 27 anos, Amanda Ribas, soma 11 compromissos como profissional no MMA. Atualmente, são 10 triunfos e um revés. Em seu último combate, que ocorreu no UFC 251, em julho de 2020, ela finalizou a norte-americana Paige VanZant no primeiro round.

Marina Rodriguez, de 33 anos, tem 12 resultados positivos, um negativo e dois empates. Em sua apresentação mais recente, ela foi derrotada por Carla Esparza na decisão dividida dos juízes. O combate ocorreu no UFC Ilha da Luta 3, também em julho de 2020.

Podcast #30: Aquecimento para o UFC 266 com duas disputas de cinturão e migué de Romero no Bellator

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments