Presidente do Conselho Mundial de Boxe afirma que McGregor pode disputar cinturão na modalidade | SUPER LUTAS

Presidente do Conselho Mundial de Boxe afirma que McGregor pode disputar cinturão na modalidade

Líder da WBC, Mauricio Sulaiman afirma que irlandês precisaria bater adversário ranqueado e, assim, estaria na linha de frente para tentar um título na ‘nobre arte’

C. McGregor em superluta de boxe, realizada em 2017, contra F. Mayweather. Foto: Reprodução/Instagram

Embora esteja focado em seu retorno ao MMA após mais de um ano afastado do esporte, Conor McGregor recebeu um grande incentivo para um novo teste na ‘nobre arte’. Segundo o presidente do Conselho Mundial de Boxe (WBC), Mauricio Sulaiman, o irlandês poderia se colocar na linha de frente para disputar um título oficial na modalidade, caso vença um adversário ranqueado. Em entrevista ao ‘SunSport’, o líder falou sobre o assunto.

Veja Também

“Eu diria que ele precisa encarar e vencer um adversário ranqueado. A partir daí, ele estaria elegível para competir pelo título. Nós temos muitos exemplos de lutadores de muay thai que se tornaram profissionais no boxe internacional e se credenciaram para lutar pelo cinturão”, afirmou Mauricio.

Além de levar em conta a popularidade de McGregor, que se tornou um fenômeno nas promoções de combates no MMA, Sulaiman considera o talento do irlandês nas artes marciais. O presidente da WBC também e lembro da superluta protagonizada pelo ‘Notório’ junto ao lendário Floyd Mayweather, em 2017, que bateu recordes de espectadores e rendeu milhões de dólares aos envolvidos.

“O que vimos com Mayweather foi diferente em duas coisas: os rounds – não é a mesma coisa lutar cinco e lutar 12 assaltos. Mas ele tem habilidade, força, um status de lutador. No entanto, para se tornar um campeão mundial da WBC, ele precisaria atuar no boxe e merecer estar ranqueado”, finalizou.

Embora Conor seja sempre movido pelos desafios e pelo retorno financeiro de suas apresentações, o irlandês, hoje, está focado para seu retorno ao MMA. Em 23 de janeiro, o ex-campeão do UFC no peso pena (até 65,7kg.) e peso leve (até 70,3kg.) enfrentará Dustin Poirier e tem o objetivo de recuperar a condição de desafiante ao título do grupo liderado por seu maior rival, Khabib Nurmagomedov.

 Qual o futuro de Anderson Silva e Vitor Belfort no Boxe?

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments