Ao saber de Nate Diaz nos leves, Conor McGregor projeta trilogia valendo cinturão | SUPER LUTAS

Ao saber de Nate Diaz nos leves, Conor McGregor projeta trilogia valendo cinturão

Perto de retorno ao octógono, irlandês se diz aberto à trilogia com ‘bad-boy’; atletas se enfrentaram duas vezes em 2016, com uma vitória para cada

C. McGregor (esq.) e N. Diaz (dir.) se enfrentaram duas vezes em 2016. Foto: Reprodução/Instagram

Além de agitar os ânimos de muitos fãs de MMA, a informação de que Dana White está negociando uma luta para Nate Diaz no peso leve (até 70,3kg.) também empolgou Conor McGregor. Adversário do norte-americano em por duas vezes, o ‘Notório’ não escondeu a satisfação ao saber que o rival deverá se apresentar em breve no grupo. Em entrevista ao ‘TheMacLife’, o irlandês comentou sobre o assunto.

Veja Também

“Eu ouvi o Dana (White) dizendo que Nate Diaz está descendo para o peso leve. Eu adoro isso. Adoraria competir contra ele. Vamos nos enfrentar de novo. Se acontecer no peso leve por um cinturão, seria algo especial também”, afirmou Conor.

A alegria de ver um de seus maiores rivais no esporte migrando dos meio-médios (até 77kg.) para o grupo de baixo coincide com um desejo pessoal de McGregor. Antigo duplo-campeão do UFC, o irlandês afirmou que gostaria de se testar por mais vezes contra adversários do peso leve. Mesmo conquistando o cinturão da divisão em 2016, o atleta teve uma passagem – até o momento – breve pela categoria.

“Eu gostaria de passar um tempo no peso leve, com certeza. Eu cheguei ao UFC como peso pena (até 65,7kg.) e passei por toda a divisão. Dei tudo de mim naquela categoria e a rasguei como uma motosserra na manteiga. Campeão interino e depois cinturão unificado. Depois, para os mais pesados, me tornei campeão dos leves e o primeiro duplo-campeão da história da companhia”, encerrou McGregor.

Enquanto Nate segue negociando seu futuro, McGregor está focado no seu retorno ao octógono. Em 23 de janeiro, pelo UFC 257 o irlandês terá o duro compromisso de trocar forças contra Dustin Poirier, reeditando um confronto de 2014. O vencedor deverá ser o próximo desafiante ao cinturão da categoria.

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments