Recuperado da Covid-19, Weidman promete vitória rápida contra Uriah Hall e projeta cinturão | SUPER LUTAS

Recuperado da Covid-19, Weidman promete vitória rápida contra Uriah Hall e projeta cinturão

Ex-campeão dos médios revela sonho de se aposentar ostentando título da categoria; confronto acontece no UFC 261, em 24 de abril

C. Weidman (foto) foi campeão do UFC entre 2013 e 2015. Foto: Reprodução/Instagram @chrisweidman

Depois de viver o drama de contrair a Covid-19, Chris Weidman já está a todo vapor na preparação para o confronto contra Uriah Hall, no UFC 261, em 24 de abril. Confiante no resultado positivo, o ex-campeão dos médios (até 83,9kg.) prometeu uma vitória rápida sobre o rival. A ideia do norte-americano é se alavancar rumo a uma nova disputa de cinturão.

Veja Também

“Tenho que dizer, eu estou uma fera no momento. Sou um animal diferente. Me sinto bem, apesar do coronavírus. Estou motivado para realizar um grande feito, vou ser bem difícil de ser batido. Vou para cima dele e me vejo encerrando o confronto no primeiro round de novo (Weidman venceu Hall em 2010). Também consigo me ver quebrando sua ambição. Poderia ir para o segundo ou terceiro round, mas vou acabar com ele”, disse o norte-americano, em entrevista ao ‘Submission Radio‘.

Famoso mundialmente por ter sido o homem que encerrou o reinado de Anderson Silva no UFC (em 2013), Weidman ainda sonha em recuperar o cinturão dos médios. O atleta acredita que uma atuação convincente diante de um rival perigoso pode alavancá-lo rumo ao topo do grupo liderado por Israel Adesanya.

“Uma grande vitória, um grande feito em um pay-per-view, desfecho dominante, me colocam no meio do bolo. Que seja uma, duas ou três lutas até lutar pelo título, especialmente pelo meu currículo. Estou empolgado. Quero terminar minha carreira com uma nota alta. Quero me aposentar com o cinturão nas minhas mãos e ser capaz de me retirar. Eu sei que tenho potencial para fazer isso. Apenas tenho que me manter ativo e seguir trabalhando duro. O céu é o limite”, encerrou.

No UFC desde 2011, Chris dominou o peso médio entre 2013 e 2015. O lutador perdeu o trono no confronto contra Luke Rockhold. Hoje, o atleta de 36 anos soma 20 lutas como profissional no MMA, com 15 triunfos e cinco reveses.

Podcast #017: Qual o tamanho da vitória de Anderson Silva sobre Julio Cesar Chavez Jr no Boxe?

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments