Representante brasileiro no sábado, Rani Yahya aponta brechas de rival para voltar a vencer no Ultimate | SUPER LUTAS

Representante brasileiro no sábado, Rani Yahya aponta brechas de rival para voltar a vencer no Ultimate

Sem triunfar há duas lutas, peso galo aposta em falhas no jogo de Ray Rodriguez para triunfar no UFC Las Vegas 21

R. Yahya em vitória pelo Ultimate. Foto: Reprodução/Instagram

Um dos representantes brasileiros no UFC Las Vegas 21, que acontece neste sábado (13), Rani Yahya precisa de uma vitória para não se complicar na organização. Sem vencer desde 2018, o peso galo (até 61,2kg.) precisa superar Ray Rodriguez, mas, ao que depender do tupiniquim, o triunfo está próximo. Em entrevista ao ‘Combate’, o lutador apontou as brechas para superar o adversário.

Veja Também

“Acho que meu jogo encaixa muito bem com ele. Ele tem uma agressividade, tem seus momentos de perigo, já finalizou e nocauteou. Por outro lado, tem bastante brechas no jogo dele. Foi já finalizado, inclusive, em uma luta que fez pelo UFC (setembro de 2020)”, afirmou o brasileiro, que é conhecido por suas qualidades no chão.

Embora Rodriguez esteja se encaminhando para sua segunda apresentação no Ultimate, Rani tem boas referências do seu oponente. Ray enfrentou o parceiro de equipe do tupiniquim, Tony Gravely, pelo ‘Contender Series’, e acabou perdendo. Assim, Yahya pôde ter dicas de quem já trocou forças com seu rival.

“Ele lutou com um companheiro de treino que teve um bom domínio sobre ele. Sempre respeitando, sempre atento às qualidades do adversário, mas acho que tem bastante coisas que encaixam no meu jogo, como o de chão ou até na luta em pé. Têm muitas coisas que dá para surpreendê-lo. Fizemos alguns treinos e ele passou bastante coisas, falou que ele não é um cara que tem a mão pesada, além de aceitar bem o jogo de chão. O Tony falou que ele não é um cara especialista em finalização, então usou mais para poder controlar”, contou.

Confiante no resultado positivo, Rani tentará não deixar pressões externas afetarem sua performance diante de Rodriguez. O brasileiro, que não vence desde agosto de 2018, evita pensar em seu retrospecto recente e se diz tranquilo para o desafio deste final de semana.

“Estou bem confiante na forma que estou, bem tranquilo. Acho que isso acaba tirando um pouco da tensão. Se for analisar de fora, é óbvio que a gente não sabe qual a real situação. São duas lutas em que não me saí vitorioso, a última foi um empate. Sabemos que nesse esporte precisamos do resultado. No UFC, muitas vezes dependemos do resultado. Mas as únicas horas que pensei nisso, sinceramente, foi quando me perguntaram em entrevistas. Estou bem confiante e tranquilo”, finalizou.

Aos 36 anos, Yahya se encaminha para sua 38ª luta como profissional no MMA. Hoje, o combatente soma 26 vitórias, 10 derrotas, um empate (ocorrido em seu último desafio) e um confronto sem resultado.

Adversário do brasiliense, Ray chega para seu segundo duelo com as luvas do Ultimate. Em sua estreia, o norte-americano acabou derrotado por Brian Kelleher. Atualmente, o combatente soma 16 resultados positivos e sete negativos, em 24 disputas.

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments