Júnior Cigano reclama de como foi tratado pelo UFC em sua demissão: 'Completo desrespeito' | SUPER LUTAS

Júnior Cigano reclama de como foi tratado pelo UFC em sua demissão: ‘Completo desrespeito’

Ex-campeão dos pesados (até 120,1kg) fez duras críticas ao Ultimate pela forma que foi comunicado do seu desligamento

J. Cigano (dir.) não é mais um atleta do UFC. Foto: Reprodução/Instagram @juniorcigano

Pouco mais de duas semanas após ser demitido do UFC, Júnior Cigano se mostrou magoado com a forma que foi comunicado da decisão. O ex-campeão dos pesados (até 120,2kg) afirmou que se sentiu desrespeitado pela organização e que a história que ele construiu dentro do Ultimate foi totalmente desconsiderada. A declaração foi feita em entrevista ao ‘MMA Fighting‘.

Veja Também

“Reagi com surpresa (sobre a demissão) e fiquei um pouco impressionado com a frieza de como eles trataram o caso. Eu sei que é um negócio, mas eles simplesmente não se importam. A história que fizemos lá dentro, a dedicação e tudo mais, foi totalmente desconsiderada.”, desabafou Cigano.

O brasileiro afirmou que já tinha sido alertado por outras pessoas sobre a mudança de comportamento da diretoria do UFC, quando não deseja mais contar com algum atleta. Porém, tudo aconteceu da forma que o avisaram.

“Ouvi outros atletas, amigos e pessoas que conheço, dizerem como foram tratados depois que o UFC não estava mais interessado neles, e foi exatamente a mesma coisa para mim. Foi um completo desrespeito. Para mim, é claro que a intenção deles era me usar como um trampolim para construir outros caras.”, completou o brasileiro.

O peso pesado contou também, que a organização não entrou em contato com ele para informá-lo de seu desligamento. O catarinense radicado na Bahia, declarou que ficou sabendo de sua demissão através de Dan Lambert, dono da ‘American Top Team‘, academia onde treina. O empresário foi quem recebeu uma mensagem do Ultimate, informando que Cigano não fazia mais parte do plantel.

“O UFC nem falou comigo. Por exemplo, eu não falo com o Dana White há anos. Eles nem sequer falaram comigo. A empresa mandou uma mensagem para o Dan Lambert, da American Top Team, informando a decisão deles de me liberar do meu contrato.”, finalizou o ex-campeão.

Com um cartel de 21 vitórias e nove derrotas, Júnior Cigano, atualmente, está livre no mercado. Contratado pelo UFC em 2008, construiu um histórico de 15 vitórias e oito derrotas na maior organização de MMA do mundo. Em novembro de 2011, conseguiu o seu momento de maior brilho: ao nocautear Cain Velasquez no primeiro round, se tornou campeão dos pesos pesados (até 120,1kg).

A queda do ‘Império Pitbull’ no Bellator e a prévia para o UFC 265

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments