Perto de estreia na PFL, Anthony Pettis mira luta contra brasileiro na final do torneio dos leves | SUPER LUTAS

Perto de estreia na PFL, Anthony Pettis mira luta contra brasileiro na final do torneio dos leves

Ex-campeão do UFC, ‘Showtime’ debuta na ‘nova casa’ nesta sexta-feira e quer começar com o pé direito diante de Clay Collard

A. Pettis estreia na PFL em 23 de abril. Foto: Reprodução/Instagram

A um dia de sua aguardada estreia na PFL, Anthony Pettis está pronto para um novo desafio na carreira. Ex-campeão do UFC, o norte-americano enfrentará Clay Collard nesta sexta-feira (23), em Atlantic City (EUA), pelo torneio dos leves (até 70,3kg.). Em entrevista ao ‘Combate’, o ‘Showtime’ falou sobre a expectativa para o debute, a satisfação com a empresa, e revelou o desejo de encarar Natan Schult na final.

Veja Também

“Com certeza, quero ser o campeão no final do ano. É certamente justo, quem for o melhor, será o campeão. É assim que deve ser. Você não tem que esperar e construir seu nome e lutar eternamente até ter uma chance pelo título. Acho que isso que me atraiu, mas também porque preciso estar ocupado este ano. Sei quais são minhas lutas, farei quatro lutas este ano, e neste ponto da carreira isso é importante para mim”, contou o atleta.

Pronto para o desafio, Pettis garantiu que o prêmio de US$1 milhão (cerca de R$5,4 milhões) entregue ao campeão do torneio não foi o ponto principal para o acerto com a PFL. Mostrando gratidão à empresa que abriu as portas após sua saída do UFC, o atleta explicou que o respeito com os atletas foi determinante na sua decisão.

“Dinheiro sempre é bom, mas eles cuidaram de mim e não terei de esperar até o final por um grande prêmio. Certamente é atraente poder ganhar mais US$ 1 milhão, além do que já estou ganhando. Quem não quer US$ 1 milhão? (Mas) se você estiver lutando por dinheiro, não está tão faminto quanto deveria estar. Quando o dinheiro é a motivação principal, está tudo errado. E eu já estive lá, já ganhei milhões de dólares por luta. Enfrentaria o José Aldo descendo por um title shot (luta por cinturão). Lutei pelo dinheiro, lutei pela fama, lutei por legado, lutei por tudo a esta altura. Mas se os caras estiverem lutando por dinheiro, é a motivação errada”, desabafou.

Em um campeonato recheado de atletas perigosos, um em específico chama a atenção de Anthony. Para o norte-americano, o alvo final está no bi-campeão do torneio, o brasileiro Natan Schult. O ‘Showtime’ garantiu conhecer as qualidades do catarinense e mostrou empolgação para o eventual confronto.

“Assisti às temporadas, vi as habilidades dele. Sei onde ele treina, conheço seus companheiros. Ele é bom, ele tem habilidades. Provavelmente vamos vê-lo nas finais, se tudo correr da forma que queremos”, encerrou Pettis.

Aos 34 anos, Anthony se encaminha para seu 35º embate como profissional no MMA. Campeão dos leves do UFC entre 2013 e 2015, o lutador, hoje, soma 24 vitórias e 10 derrotas.

Responsável por tentar atrapalhar a festa de Pettis, Clay Collard, de 28, também fará seu debute na PFL. Com passagem pelo Ultimate, o norte-americano soma 18 triunfos, oito reveses e uma ‘luta ‘sem resultado’.

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments