Conhecida pela agressividade, Ariane Sorriso promete nocaute sobre chinesa no UFC 261 | SUPER LUTAS

Conhecida pela agressividade, Ariane Sorriso promete nocaute sobre chinesa no UFC 261

Em conversa exclusiva com o SUPER LUTAS, brasileira fala sobre a expectativa do embate contra Na Liang e garante show neste sábado

A. Sorriso se encaminha para sua segunda luta no UFC. Foto: Reprodução/Instagram

De volta ao octógono após mais de um ano e meio afastada, Ariane Sorriso está pronta para seu próximo desafio. Adversária de Na Liang neste sábado (24), pelo UF 261, que acontece em Jacksonville (EUA), a brasileira falou com exclusividade ao SUPER LUTAS sobre a expectativa para o confronto. Conhecida pela força nos punhos, a atleta prometeu atropelar a chinesa, em luta que acontece no peso palha (até 52,1kg.).

Veja Também

O confronto deste fim de semana marcará a segunda apresentação de Ariane com as luvas do UFC. A brasileira, que acabou derrotada na estreia, em 2019, quer deixar sua marca em um dos maiores eventos de 2021.

Retorno ao octógono

Sem lutar desde o revés para Angela Hill, Sorriso acabou sofrendo com lesões na temporada passada. Agora, a lutadora garante estar pronta para uma grande apresentação e descartou um novo clima de estreia.

“Não é a mesma sensação. A estreia é um pouco complicada, a gente fica um pouco mais nervosa. Desta vez, me sinto mais preparada. Aquela ansiedade já passou. Parei esse tempo para tratar lesão e aproveitei para evoluir meu jogo em pé e no chão. Me sinto mais pronta do que para qualquer outra luta”, afirmou a atleta.

Evolução ‘pós-Hill’

Considerada uma promessa brasileira para a divisão liderada por Weili Zhang, Ariane também falou sobre o que mudou em seu jogo após perder para Irene Adana. De acordo com a paulista, o resultado negativo acabou influenciado pela pressão do momento, mas a combatente garante que o tropeço ficou no passado.

“Na minha estreia, eu fiquei bem nervosa. Eu busquei o tempo inteiro a trocação com a Angela Hill. Realmente, ela é uma atleta muito dura, mas estou me sentindo mais preparada. Vou voltar bem mais agressiva. Vou tentar bater de todas as maneiras, para não dar brecha nenhuma”, disse a brasileira.

Análise de Na Liang

No sábado, Sorriso será a responsável por ‘dar as boas-vindas’ à sua adversária no Ultimate. No entanto, se engana quem pensa que a paulista dará colher de chá para Na Liang. A tupiniquim, então, analisou o jogo da rival, propondo as áreas em que pode levar vantagem diante da chinesa.

“Todo lutador, quando chega a primeira (luta no UFC) tem o nervosismo. Então, vai ser uma vantagem para mim. Ela (Liang) não é muito da trocação, busca muito o jogo no chão. A gente trabalhou para bater nela em cima. Se, caso acontecer de cair no chão, vamos bater nela no chão. Com certeza, vou buscar a trocação. É o que eu sempre busco. Fizemos bem a estratégia de bater nela de tudo quanto é jeito, para acabar logo com a luta”, afirmou a paulista.

UFC 261: a volta do público

Além da volta ao octógono após mais de um ano, Ariane tem motivos de sobra para sorrir. A atleta fará parte de um dos maiores espetáculos da companhia no ano. Para somar, o show marcará o retorno do público às arenas. Assim, a brasileira falou com expectativa sobre a oportunidade de reencontrar a torcida, que não participava de um evento do UFC desde o início de 2020.

“Eu gosto quando tem público. Quando estava sem, eu até comentei com meus treinadores: ‘deve ser chato’ (risos). Querendo ou não, a galera dá uma animação. Grita, torce. Então, estar com a torcida ali, junto com você, me deixou muito feliz. (…) Eu quase gritei de felicidade (quando soube da participação no UFC 261). Além de estar feliz com meu retorno, pegar um UFC desses, com certeza, para nós, é um dos nossos sonhos”, comemorou a lutadora.

Quantas lutas em 2021?

Caso saia sem lesões do confronto contra Liang, Sorriso não esconde que pretende recuperar o tempo perdido. A combatente, então, revelou o plano de frequência para a temporada. No que depender da atleta, descanso não é uma possibilidade.

“Quero lutar o máximo possível. Se der para lutar quatro, cinco vezes, a gente luta (risos). Vamos aproveitar o tempo perdido”, confirmou a tupiniquim.

Desfecho dos sonhos

Com oito nocautes em sua carreira como profissional no MMA, Ariane não quer fugir de suas características quando a pergunta é o ‘final ideal’. Segundo a paulista, o plano será protagonizar um desfecho imponente sobre a chinesa.

“Vou buscar o nocaute. Vou tentar buscar no primeiro, no máximo no segundo round”, admitiu a combatente.

Histórico das atletas

Com 28 anos, Sorriso se encaminha para sua 15ª luta no MMA. No esporte desde 2014, a paulista, hoje, soma 12 vitórias e dois resultados negativos.

Chegando ao Ultimate neste sábado, Na Liang quer ampliar sua série invicta diante da brasileira. Com quatro vitórias em sequência, a chinesa de 24 anos não perde desde 2018. Ao todo, a atleta tem 13 triunfos e quatro reveses.

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments