Companheiro de treinos de Weidman, Stephen Thompson afirma que o ex-campeão voltará ao UFC após grave lesão | SUPER LUTAS

Companheiro de treinos de Weidman, Stephen Thompson afirma que o ex-campeão voltará ao UFC após grave lesão

'Wonderboy' afastou os rumores de que o ex-campeão dos médios não irá retornar ao octógono e declarou que ele ainda pode reconquistar o cinturão da categoria

S. Thompson (esq) em sessão de treino com C. Weidman (dir) FOTO: Instagram/@wonderboymma

Após ver Chris Weidman sofrer uma grave lesão no UFC 261, Stephen Thompson mostrou-se otimista quanto ao futuro da carreira do amigo e parceiro de treinos. O ‘Wonderboy’ afastou os rumores de que o ex-campeão dos médios (até 83,9kg) não voltará a lutar e afirmou que o ‘All American‘ tem condições de retornar em alto nível, mesmo que ele não possa mais chutar como antes. A declaração foi dada em entrevista ao ‘TMZ Sports‘.

Veja Também

“Quando comecei a treinar com Chris ele nem era campeão ainda e eu já pude perceber o quão forte ele é. Ele é duro mentalmente e espiritualmente, é praticamente um homem inquebrável. Então, o conhecendo bem, eu tenho certeza que Weidman vai voltar”, disse Thompson.

Analisando o estilo de luta de Weidman, Thompson afirmou que o seu parceiro de treinamentos pode voltar a competir novamente em alto nível, mesmo que tenha que adaptar o seu jogo para não usar mais os chutes.

“Se isso acontecesse comigo seria diferente porque eu uso muito os meus chutes. Ele (Weidman) pode nunca mais dar um chute e ainda dominar a sua divisão no UFC. Ele não é conhecido por chutar muito, ele é famoso por seus golpes e a sua luta livre. Então é isso que não torna o retorno dele preocupante. Claro que é terrível que tenha acontecido isso e rezo para que ele se cure rápido mas ele pode voltar a vencer lutas sem nunca mais precisar dar um chute”, finalizou o ‘Wonderboy‘.

Com a grave fratura sofrida, Weidman dificilmente voltará ao octógono ainda em 2021. A previsão para o ‘All American’ voltar a andar é entre seis a 12 meses. Lutando pelo Ultimate desde 2011, o ex-líder dos médios possui um cartel de 15 vitórias e seis derrotas. O carrasco de Anderson Silva reinou na categoria até 83,9kg entre 2013 e 2015.

Podcast SUPER LUTAS: Qual o futuro de McGregor após o UFC 264?

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments