Mesmo após polêmica, Dana White destaca gratidão por Diego Sanchez: 'Aqui sempre será a casa dele' | SUPER LUTAS

Mesmo após polêmica, Dana White destaca gratidão por Diego Sanchez: ‘Aqui sempre será a casa dele’

Mandatário do Ultimate, no entanto, despista sobre possível retorno do veterano em uma 'luta de despedida'

D. White (esq.) admite conversar com D. Sanchez (dir.). Foto: Montagem SUPER LUTAS

Apesar de toda polêmica que culminou na saída de Diego Sanchez do Ultimate sem sua despedida oficial, Dana White parece não guardar rancor do lutador. Ainda que desconverse sobre a possibilidade de recontratá-lo, o mandatário relatou que há uma gratidão e até se colocou à disposição do veterano para eventuais conversas.

Veja Também

“Aqui sempre será a casa de Diego Sánchez e ele pode pegar o telefone e me ligar. Ele sempre fará parte da história desta empresa e, enquanto eu estiver aqui, ele será respeitado por tudo que fez pelo ‘The Ultimate Fighter’ e UFC”, afirmou White em entrevista ao site ‘Yahoo Sports’.

A rixa entre Dana e Sanchez se iniciou após a parceria do veterano com o Joshua Fabia, com o qual o ‘chefão’ não tinha uma boa relação. Inclusive, isso fez com que White demitir Diego antes de sem combate de despedida contra Donald Cerrone. Agora, no entanto, o lutador rompeu com seu antigo treinador.

Dana White, porém, desconversou sobre uma possível volta de Diego Sanchez ao Ultimate. Segundo ele, o veterano pode estar disposto a competir em outras organizações.

“Eu, honestamente, não sei. Mesmo quando estávamos fazendo sua luta de despedida, eu não gostei do fato de que ele ainda estar lutando. Não importa o que eu faça. Se eu deixá-lo ir, ele provavelmente vai acabar sua carreira em outro lugar. Você sabe o que eu quero dizer? Isso é o que eu estava pensando na hora. Eu o amo. Ele queria mais uma luta e eu ia dar. Então, o inferno começo e aqui estamos nós hoje”, concluiu o mandatário.

Diego Sanchez ganhou grande notoriedade ao vencer a primeira temporada do reality show ‘The Ultimate Fighter’. Desde então, foram 32 lutas na organização com 19 vitórias e três derrotas. Em seu último combate, o veterano foi derrotado por Jake Matthews por decisão unânime no UFC 243 em setembro de 2020.

Podcast #30: Aquecimento para o UFC 266 com duas disputas de cinturão e migué de Romero no Bellator

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments