Estreante da noite, Bruno Blindado suporta pressão inicial e nocauteia Wellington Turman no UFC Las Vegas 29 | SUPER LUTAS

Estreante da noite, Bruno Blindado suporta pressão inicial e nocauteia Wellington Turman no UFC Las Vegas 29

Em confronto tupiniquim, paraibano brutaliza curitibano no ground and pound e sai com o ‘braço erguido’ no espetáculo

B. Blindado nocauteou W. Turman no UFC Las Vegas 29. Foto: Reprodução/Instagram

Estreia com o pé direito para Bruno Blindado. Em confronto de lutadores tupiniquins, válido pelo card principal do UFC Las Vegas 29 deste sábado (19), o paraibano suportou a pressão inicial de Wellington Turman, reverteu a situação e ‘brutalizou’ no ground and pound para nocautear o compatriota ainda no primeiro round.

Veja Também

Após dois anos sem lutar por um ‘gancho’ no doping, Blindado estreia com o ‘pé direito’ no Ultimate. Ex-campeão do M-1 Global, ele tem um cartel de 20 vitórias – sendo 16 por nocaute – e seis derrotas. Além disso, o paraibano também emplacou seu sexto triunfo seguido.

Por outro lado, Turman é ‘apagado’ pela segunda vez seguida. O curitibano, agora, sente o ‘sabor amargo’ da quinta derrota na carreira. Ele também tem 16 vitórias.

A LUTA

Wellington Turman teve a primeira inciativa do combate, com um chute. Em seguida, ele investiu na pegada e quedou Bruno Blindado. O curitibano, inclusive, pegou as costas e não conseguiu pegar. Após cair por cima, o paraibano se livrou da pegada e conseguiu aplicar fortes golpes por cima para nocautear o compatriota, que apagou no octógono.

Em ‘guerra’ de três rounds, Marlon Vera derrota Davey Grant na decisão unânime dos juízes

M. Vera brutaliza D. Grant no UFC Las Vegas 29. Foto: Reprodução/Instagram

Uma ‘guerra sangrenta’ marcou a terceira luta mais importante da noite entre Marlon Vera e Davey Grant. O confronto, válido pela categoria dos penas (até 65,7kg.), contou com a vitória do venezuelano na decisão unânime dos juízes (30-26, 29-27, 29-28). A batalha é uma das postulantes ao prêmio de ‘Luta da Noite’.

O primeiro round foi marcado por grande equilíbrio entre os combatentes. Grant conseguia manter a distância e machucar Vera com duros golpes. Em desvantagem, o equatoriano seguiu ‘marchando’ para frente e não desistiu da trocação franca.

No segundo round, a luta mudou de figura. Marlon conseguiu aplicar boa cotovelada que abriu o rosto de Davey. Ainda assim, o norte-americano conseguiu reverter a situação, quedou e tentou a guilhotina, que foi defendida por seu oponente. Vera reverteu e conseguiu castigar seu adversário no ground and pound.

O terceiro e último round seguiu com amplo domínio de Marlon Vera. Superior no chão, o venezuelano continuou na mesma pegada para castigar Davey Grant. Por fim, ele ainda fez a transição para pegar no mata-leão, mas o norte-americano resistiu à pressão.

Com o resultado, Marlon Vera se recupera da derrota contra José Aldo e deve voltar a figurar entre o topo da divisão. Profissional desde 2011, o ‘Chito, como é conhecido, tem um retrospecto de 17 trinufos, sete reveses e um empate.

Davey Grant vinha de um sequência de três vitórias consecutivas no Ultimate. O lutador, agora, sai do UFC Las Vegas 29 com a quinta derrota de sua carreira. Em seu histórico, ele também saiu com os braços levantados em 13 oportunidades.

Seung Woo Choi derrota Julian Erosa no primeiro round e amplia invencibilidade

W. Choi derrotou J. Erosa no primeiro round. Foto: Reprodução/Instagram

Não deu nem para esquentar. O sul-coreano Seung Woo Choi entrou no octógono disposto a não dar ‘sopa para o azar’ e conseguiu nocautear Julian Erosa no primeiro round. O sul-coreano acertou um direto que derrubou norte-americano e ainda teve tempo de desferir alguns socos antes da inderrupção do árbitro.

Promessa dos penas (até 65,7kg.), Woo Choi conquista sua terceira vitória seguida. Atualmente, ele tem um histórico de dez triunfos e três reveses na carreira.

Já Erosa tem, justamente, uma série de três resultados positivos quebrada. O norte-americano conta com cartel de 25 vitórias e nove derrotas na carreira.

Em luta morna, Sergey Spivak supera Alexey Oleynik

Quem esperava um nocaute na segunda luta mais importante do UFC Las Vegas 29, se enganou. No duelo entre ‘gigantes Alexey Oleynik e Sergey Spivak, o moldavo dominou o russo com as principais ações no combate e, após três rounds, foi declarado vencedor na decisão unânime dos juízes.

Algoz de Carlos Boi, Spivak chegou em uma sequência de três triunfos seguidos e deve entrar no ranking dos pesados. O moldavo, agora, é dono de 13 triunfos dois reveses na carreira.

Já o veterano Alexey Oleynik não consegue acabar com sua série negativa, com três derrotas. Profissional desde 1996, ele tem um cartel de 59 resultados positivos e 16 negativos.

Resultados do UFC Las Vegas 29

CARD PRINCIPAL (20h, horário de Brasília):

Peso pena (até 65,7kg.): Zumbi Coreano derrotou Dan Ige na decisão unânime dos juízes (48-47, 49-46, 49-46)

Peso pesado (até 120,2kg.): Sergey Spivak derrotou Alexey Oleynik na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Peso galo (até 61,2kg.): Marlon Vera derrotou Davey Grant na decisão unânime dos juízes (30-26, 29-27, 29-28)

Peso pena (até 65,7kg.): Seung Woo Choi derrotou Julian Erosa por nocaute a 1m37s do R1

Peso médio (até 83,9kg.): Bruno Blindado derrotou Wellington Turmanpor nocaute a 4m45s do R1

Peso meio-médio (até 77kg.): Matt Brown derrotou Dhiego Lima por nocaute a 3m02s do R2

CARD PRELIMINAR (17h, horário de Brasília)

Peso meio-pesado (até 93kg.): Nicolae Negumereanu derrotou Aleksa Camur na decisão dividida dos juízes (29-28, 28-29, 29-28)

Peso palha (até 52,1kg.): Virna Jandiroba derrotou Kanako Murata por nocaute técnico (interrupção médica) a 5m do R2

Peso meio-médio (até 77kg.): Khaos Williams derrotou Matthew Semelsberger na decisão unânime dos juízes (29-28, 30-27, 29-28)

Peso pesado (até 120,2kg.): Josh Parisian derrotou Roque Martinez na decisão dividida dos juízes (29-28, 28-29, 29-28)

Peso leve (até 70,3kg.): Rick Glenn derrotou Netto BJJ por nocaute a 37seg. do R1

Peso mosca (até 56,7kg.): Casey O’Neill finalizou Lara Procópio com um mata-leão a 254s do R3

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments