Tyson Fury testa positivo para Covid-19 e trilogia contra Deontay Wilder é adiada | SUPER LUTAS

Tyson Fury testa positivo para Covid-19 e trilogia contra Deontay Wilder é adiada

Protagonistas de uma das grandes rivalidades do boxe na atualidade, os dois se enfrentariam no dia 24 de julho, em Las Vegas

T. Fury (esq.) e D. Wilder (dir.) se enfrentaram duas vezes, com um empate e uma vitória para o inglês. Foto: Reprodução/Instagram

Os fãs da nobre arte vão precisar aguardar mais um pouco para assistir à trilogia entre Tyson Fury e Deontay Wilder. De acordo com informações do site World Boxing News, Fury e membros de sua equipe testaram positivo para a Covid-19. Com isso, o duelo que aconteceria no dia 24 de julho, em Las Vegas, foi adiado. Segundo a imprensa especializada, os dois devem se enfrentar ainda em 2021.

Veja Também

Em entrevista ao jornal britânico Mirror, Jhon Fury, pai do campeão peso pesado do Conselho Mundial de Boxe, revelou que um companheiro de treino foi o primeiro a contrair o vírus e espalhar pela equipe.

“Fiquei chocado. Você não quer que essas coisas aconteçam. Aparentemente, um dos parceiros de treino o trouxe. Ele infectou toda a equipe. Essas coisas acontecem na vida. Ele terá que reagendar”, afirmou Jhon Fury.

Tyson Fury e Deontay Wilder se enfrentaram pela primeira vez em dezembro de 2018. A luta terminou em empate. No segundo encontro dos dois, em fevereiro de 2020, Fury nocauteou Wilder e conquistou o título peso pesado do Conselho Mundial de Boxe e da revista The Ring.

A derrota contra Fury foi a única na carreira de Deontay Wilder, que agora tem um cartel com 42 vitórias, sendo 41 por nocaute, uma derrota e um empate. Fury, por sua vez, continua invicto, com 30 vitórias, sendo 21 por nocaute e um empate.

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments