Treinador de McGregor acredita que irlandês estava 'no caminho' para derrotar Poirier no segundo round | SUPER LUTAS

Treinador de McGregor acredita que irlandês estava ‘no caminho’ para derrotar Poirier no segundo round

John Kavanagh revelou que uma lesão pré-existente pode ter sido um fator determinante para a fratura de McGregor no UFC 264

D. Poirier venceu a trilogia contra C. McGregor no UFC 264. Foto: Reprodução/Instagram

A trilogia entre Conor McGregor e Dustin Poirier, realizada na luta principal do UFC 264, no último sábado (10), chegou a fim com gosto amargo. Após um primeiro round muito movimentado, a luta foi interrompida no intervalo para o segundo assalto e Dustin Poirier foi declarado vencedor por nocaute técnico após Conor McGregor sofrer uma fratura na perna esquerda.

Veja Também

Dustin Poirier foi superior no primeiro round, como mostraram as papeletas dos juízes, com dois deles dando vitória de 10 a 8 para o norte-americano. John Kavanagh, treinador de Conor McGregor, no entanto, acredita que o irlandês estava no “caminho certo” para conseguir o triunfo no segundo assalto.

“Estava fantástico. Ele estava muito, muito bem lá dentro. Eu não estava nem um pouco preocupado, estava muito contente. Acredito que a energia estava ótima, a técnica dele estava ótima. Com poucos ajustes no intervalo, estávamos no caminho para conseguir a paralisação no segundo round ou então manter o ritmo até o final”, garantiu o treinador em entrevista ao site MMA Junkie.

John Kavanagh revelou também que Conor McGregor entrou no octógono com uma lesão pré-existente no tornozelo e que isso deve ter contribuído para a fratura.

“Um pouco daquela lesão no tornozelo foi agravada durante o período de treinamentos. Fizemos um raio X. Isso pode ter algo a ver com a fratura, não sei. Me parece estranho que um homem jovem, saudável e em forma quebre a perna daquele jeito sem que nada tenha ocorrido antes. Mas só podemos especular”, explicou Kavanagh.

Conor McGregor passou por cirurgia no último domingo (11) e planeja retornar “mais forte do que nunca”. O ex-campeão de duas categorias do UFC perdeu três das últimas quatro lutas que fez no octógono.

Escute o Podcast SUPER LUTAS #22 com a partipação do árbitro Flávio Almendra

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments