Borrachinha relembra noite antes de enfrentar Adesanya e revela por que decidiu tomar vinho | SUPER LUTAS

Borrachinha relembra noite antes de enfrentar Adesanya e revela por que decidiu tomar vinho

Ex-desafiante ao cinturão dos médios relata drama vivido com insônia antes de luta contra o campeão em episódio que rendeu polêmica

P. Borrachinha (esq.) foi derrotado por I. Adesanya (dir.) no UFC 253. Foto: Reprodução/Facebook @ufc

Com luta marcada para outubro, Paulo Borrachinha voltou a falar da fatídica noite que antecedeu seu confronto contra Israel Adesanya, pelo cinturão dos médios (até 83,9kg.) do UFC. Após causar polêmica ao confirmar que ingeriu vinho para administrar uma situação de insônia, o brasileiro abriu o jogo e explicou o porquê da decisão. Em entrevista à ‘ESPN’, o mineiro narrou o episódio.

Veja Também

“Meu corte de peso foi muito duro, mas sempre é. O problema é que, em Abu Dhabi (local onde é instalada a ‘Ilha da Luta’), as lutas acontecem pela manhã, não de noite. Então, você tem uma noite a mais (para se recuperar). O que aconteceu é que, depois do corte de peso, eu me recuperei muito bem, mas, aí, eu treinei muito forte. Estava tão confiante, que treinei mais do que o recomendado. Acho que fez muito mal para o meu corpo. Tive muitas câimbras e problemas para dormir”, disse Borrachinha.

Com o passar da noite, Paulo seguia com dificuldades para cair no sono. A partir disso, a tensão começou a tomar conta do atleta, que se apresentaria horas depois. Foi assim que, segundo o brasileiro, ele optou por ingerir vinho.

“Eu nunca deixaria essa luta cair. Depois que o fisioterapeuta foi ao meu quarto, fui para a cama e não conseguia dormir. Tentei melatonina, mas não funcionou. De vez em quando, eu bebo uma taça de vinho, quando sinto muito estresse. Me ajuda um pouco, mas apenas um copo, quando tenho tempo de tirá-lo do meu organismo, mas já era tarde demais. Eu estava desesperado para adormecer”, encerrou o mineiro.

Na luta contra Adesanya, Borrachinha acabou não rendendo o esperado e o atleta acabou nocauteado no segundo round. Com o revés, o brasileiro não conseguiu conquistar o título e sofreu o primeiro resultado na carreira como profissional no MMA.

Quase um ano após o incidente, Paulo se prepara para retornar ao octógono. Em 23 de outubro, o número dois no ranking dos médios tem compromisso confirmado contra Marvin Vettori. Uma vitória sobre o italiano pode reaproximar o mineiro de uma luta pelo título, que segue com Adesanya.

Podcast #30: Aquecimento para o UFC 266 com duas disputas de cinturão e migué de Romero no Bellator

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments